GOVERNO LULAPETISTA E A IDIOCRACIA -: Brasil pagou “preço alto” por obras no exterior, diz ex-BNDES

Foto divulgação

Maria Silvia Bastos Marques, ex-presidente do BNDES, disse que o Brasil já pagou um preço alto por usar o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social para financiar obras em países vizinhos. Em sua opinião, essa não deveria ser uma “prioridade nacional”. As informações são do poder 360.

Ao visitar a Argentina, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) confirmou que o banco de fomento estatal financiará parte da obra estatal do gasoduto Néstor Kirchner.

“Já pagamos um preço muito alto, se vamos fazer, que seja feito de outra forma”, falou a ex-presidente do BNDES ao jornal Valor Econômico, conforme publicado na 3ª feira (24.jan.2023). “O BNDES foi ressarcido com dinheiro do contribuinte porque fez um empréstimo e não tinha garantia, sendo que a grande justificativa para o empréstimo ter sido feito era ter garantia, então, é um círculo vicioso.”

Os empréstimos eram contraídos junto ao BNDES por governos estrangeiros. Os valores eram pagos às empresas brasileiras que prestariam o serviço em reais. Algumas dessas companhias foram investigadas por corrupção ao longo da Operação Lava Jato.

Maria esteve no comando do BNDES de 2016 a 2017. Na época, foi proposto a definição de novos critérios e procedimentos para futuras operações. Entre eles, análise de quesitos de economicidade e efetividade dos projetos.

“Não se analisava o mérito como um todo. Esse projeto vai gerar crescimento da economia brasileira, vai gerar empregos, quais os impactos de fato aqui?”, disse.

“A grande questão no Brasil hoje é o fiscal, é ao redor do que gira toda a incerteza, a preocupação dos agentes econômicos, a volatilidade dos juros”, falou a ex-presidente do BNDES. Segundo ela, o governo precisa analisar a alocação de recursos.

“Estamos falando de uma nova gestão que quer colocar como prioridade a inclusão dos pobres no Orçamento, mas o Orçamento é finito. Quais são as nossas prioridades? Emprestar para países vizinhos ou elevar a renda média nacional, aumentar nossa produtividade, incluir pessoas no mercado de trabalho?”, declarou. “[…] A princípio, acho que não deveria ser definido como prioridade nacional”.

Quando anunciou o projeto, na 2ª feira (23.jan), Lula disse que opiniões contrárias a operações do BNDES no exterior, muito criticadas em seus mandatos anteriores, são fruto de “pura ignorância”.

“De vez em quando, no Brasil, somos criticados por pura ignorância, pessoas que acham que não pode haver financiamento para outros países. E eu acho que, não só pode, como é necessário que o Brasil ajude a todos os seus parceiros dentro das possibilidades econômicas do nosso país. O BNDES é muito grande”, falou o presidente.

 

Para ler a matéria na íntegra acesse nosso link na pagina principal do Instagram. www: professsortaciano medrado.com  e  Ajude a aumentar a nossa comunidade.

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS