EDITORIAL: A hipocrisia do Lulapetismo – “Faça o que eu digo mas não faça o que eu faço”


Taciano Gustavo Medrado Sobrinho
Professor, Engenheiro, Administrador, Matemático

Vou começar o meu editorial de hoje com seguinte frase: “Quem não pensa por si vira marionete na mão dos ignóbeis”. Essa citação ilustra muito bem um lastimável fato  que aconteceu essa semana na cidade de Juazeiro no norte da Bahia, quando um diretor de um Centro de Educação (CEMIT), vinculado a secretaria do Estado da Bahia do Governo petista Rui Costa, assediou descaradamente e sem nenhum despudor uma vice –diretora recém nomeada só por que ela havia declarado seu voto ao atual presidente da república Bolsonaro e não nos candidatos do PT.

O que impressiona é que fatos como esses, acontecem todos os  dias em empresas, prefeituras e em órgãos do Estado  na Bahia , o problema é que as vítimas não tem coragem ou a esperteza de registrar os crimes de assédio moral (no caso das empresas privadas) e de improbidade administrativa (no caso de órgãos públicos como a professora (Vice-diretora) fez gravando o áudio das declarações  insanas e estapafúrdias desse "militante esquerdistas" travestido de professor e diretor .

O militantes esquerdistas, liderados pelos petistas e comunistas, criticam e denunciam tudo que a direita faz ou pratica, falam de atos antidemocráticos, de censura de ditadura,  mas agem assim, basta ouvir os poucos mais de 50 minutos dos audios dele e vocês comprovarão. Afinal para a esquerda tudo pode, tudo  tem explicação e justificativa. Imaginem os senhores e senhoras se o fato envolvendo a professora e o "ditador" petista travestido de diretor fosse o contrário, se ao invés dela declarar que votava em Bolsonaro, votasse no PT ,então seria acolhida com pompas e festa, afinal seria mais uma "cumpanheira"  alienada a se juntar ao um monte  de acéfalos manipulados por um "doutrinador" que tem o poder de fazer lavagem cerebral na cabeça desprovidas de neurônios de quem os seguem .

O pior de tudo é que a doutrinação é tamanha que o pobre cidadão e cidadã perde completamente a noção do que é certo e do que é errado, e da gravidade dos crimes que  comentem ao ponto de repetir e confirmar tudo que disse contra a professora  ao ser entrevistado pela repórter do portal de noticias Cartaz da Cidade e parceiro do blogTM, demonstrando que sabia o que fazia e porque fazia e que não tinha receio das consequências dos seus atos, talvez confiando na impunidade que reina nesse pais, fruto do descrédito por que passa o judiciário brasileiro nesse momento.

Por fim, á luz da justiça (se ainda existir) nesse caso, o malfadado diretor cometeu no mínimo 5 crimes a saber: Assédio moral, Constrangimento, Danos morais, difamação e calunia (pois afirmou  a repórter do Cartaz da Cidade de que a professora sofria de problemas psicológicos)  e improbidade administrativa .

Aguardemos para ver no que vai dar todo esse imbróglio:  se a impunidade prevalecerá ou se os  direitos sagrados e constitucionais dos cidadão,   inerentes ao Estado Democrático de direito, serão protegido e preservados. Torço para a segunda opção e para que os culpados paguem exemplarmente na justiça.

Essa é a minha opinião! E a sua?


Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com  / Siga o blog do professorTM/EJ  no Facebook, e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS