LIBERTADORES DAS AMÉRICAS 2022: Com pênaltis perdidos pelos dois times Corinthians e Deportivo Cali empatam sem gols . Reveja melhores momentos.


Goleiro Cassio defende pênalti- foto: You tube

Corinthians poderia ter voltado da Colômbia com um resultado pior do que o empate por 0 a 0 com o Deportivo Cali. O problema é que o time também poderia, muito bem, ter saído de campo com os três pontos e com a vaga nas oitavas de final da Libertadores assegurada com duas rodadas de antecedência. Mas com muitas chances desperdiçadas dos dois lados, inclusive um pênalti para cada equipe, a igualdade ficou de bom tamanho.

Com o ponto assegurado, o time paulista chegou aos sete e segue na liderança do Grupo E. O vice-líder é o Boca Juniors, que tem seis. O Deportivo Cali ficou com cinco e o Always Ready tem quatro. O próximo jogo do Corinthians será em 17 de maio, contra o Boca Juniors em La Bombonera.

O planejamento do técnico Vítor Pereira para a confronto contra o Deportivo Cali precisou ser alterado logo aos quatro minutos de jogo. Fagner pisou errado no gramado e, com muitas dores no tornozelo esquerdo, precisou ser substituído por Lucas Piton, que foi improvisado na lateral-direita.

A partida era equilibrada e nenhuma das equipes conseguiu criar boas oportunidades de gol antes dos 20 minutos. O primeiro lance de perigo surgiu aos 22 e foi para os colombianos. Rodríguez chegou pela ponta direita, ganhou a disputa com João Victor e cruzou rasteiro, mas a bola atravessou a área corintiana sem ninguém para empurrar para as redes.

Dois minutos depois, o Deportivo Cali chegou mais uma vez. Os colombianos chegaram em boa troca de passes e Rodríguez foi acionado na direita. Ele cruzou rasteiro para Téo Gutiérrez, que chutou forte. A bola desviou em João Victor e Cássio precisou se esticar para evitar levar o gol.

A resposta do Alvinegro foi rápida e quase resultou no primeiro gol da equipe brasileira. Aos 26, Du Queiroz passou por dois marcadores e tocou para Gustavo Mosquito, que passou pelo lateral, foi até a linha de fundo e cruzou para Jô. O atacante ajeitou a bola para Maycon, que tocou para Mantuan bater para ótima defesa do goleiro colombiano.

Aos 31, de novo Mantuan teve chance de marcar. Ele recebeu de Piton, girou e finalizou, mas o arqueiro De Amores saiu bem e impediu o gol do Corinthians. Aos 37, mais uma vez com Mantuan, a maior chance do jogo até então. Após Du Queiroz puxar contra-ataque, Jô tocou para o meia, que sozinho bateu por cima do gol do Deportivo Cali.

Os times voltaram sem alterações para a segunda etapa e o Deportivo Cali quase marcou o seu gol antes mesmo do primeiro minuto. Rodríguez passou como quis por João Victor e cruzou. Téo Gutiérrez acionou Vásquez, que bateu forte. A bola passou por Cássio, mas Fábio Santos bloqueou o chute e salvou o time brasileiro.

Aos 11 foi a vez do Corinthians perder grande chance. Maycon cobrou falta na área e Jô cabeceou muito bem, mas De Amores fez grande defesa, deixando a partida empatada. A resposta veio cinco minutos depois. Aos 16, Téo Gutiérrez bateu forte para mais uma boa defesa de Cássio.

A defesa do Corinthians sofreu uma pane aos 18 minutos. Téo Gutiérrez tocou para Rodríguez dentro da área. Ele passou por Raúl Gustavo e driblou Cássio, que puxou o jogador colombiano e fez o pênalti. Três minutos depois Téo Gutiérrez bateu no canto esquerdo do goleiro corintiano, que conseguiu fazer a defesa e salvar o Corinthians.

Vítor Pereira mexeu no time, mandou a campo Willian e Renato Augusto e colocou o time para cima. A chance de gol surgiu aos 25. Mantuan fez boa jogada pela esquerda e rolou para Maycon, sozinho na marca do pênalti, mandar por cima do gol colombiano – foi quase que como mandar um pênalti por cima do travessão.

Inconformado com o empate, o treinador português mexeu de novo. Ele reforçou a defesa com Gil no lugar de Mantuan e mandou a campo o atacante Júnior Moraes no lugar de Jô. E foi de Júnior Moraes que surgiu outra grande oportunidade para o Corinthians abrir o placar.

Ele foi acionado na área em velocidade e foi derrubado pelo goleiro De Amores – em lance parecido com a penalidade marcada para o Deportivo Cali. Mas, coincidentemente, assim como Téo Gutiérrez bateu mal, Fábio Santos pegou muito mal na bola e mandou a cobrança por cima do travessão. Aos 43, ótima jogada pela esquerda e Piton cruzou rasteiro na área. Junior Moraes fez o corta-luz e Fábio Santos, sozinho, mandou à esquerda do gol. Foi a última chance do jogo.

FICHA TÉCNICA

DEPORTIVO CALI 0 x 0 CORINTHIANS

DEPORTIVO CALI: De Amores; Aldair Gutiérrez, Burdisso, Caldera e Mafla (Luna); Congo (Robles), Camargo, Vásquez (Mosquera), Téo Gutiérrez e Velasco; Ángelo Rodríguez.Técnico: Rafael Dudamel.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner (Lucas Piton), João Victor, Raul Gustavo e Fábio Santos; Du Queiroz, Maycon, Gustavo Mosquito (Willian), Giuliano (Renato Augusto) e Mantuan (Gil); Jô (Júnior Moraes). Técnico: Vítor Pereira.

JUIZ: Andrés Cunha (URU).

CARTÕES AMARELOS: Aldair Gutiérrez, Ángelo Rodriguez, Mafla, Burdisso, Raul Gustavo e Congo.

PÚBLICO E RENDA: Não divulgados.

LOCAL: Estádio Deportivo Cali, em Cali, na Colômbia

Com informações de Glauco de Pierri


Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com  / Siga o blog do professorTM/EJ  no Facebook, e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS