ELEIÇÕES 2022: Paulinho da Força dá bronca em Lula: “Estamos perdendo tempo”, "acham que a eleição “está ganha”. “Não está"

Foto captura de tela - You tube

O presidente do Solidariedade, o deputado Paulo Pereira da Silva (SP), deu uma bronca no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nesta 3ª feira (3.mai.2022) durante o ato do partido para declarar apoio formal à candidatura presidencial do petista. As informações são de Mariana Haubert/Poder 360.

Em um breve discurso, Paulinho da Força, como é mais conhecido, afirmou que Lula precisa buscar uma aliança “muito maior” na corrida contra a tentativa de reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL). O deputado reclamou, então, de eventos recentes que causaram incômodo.

“Acho que temos perdido tempo com muitas coisas. Uma vaia aqui, uma ‘Internacional’ ali. Esqueça essa coisa de reforma trabalhista. Ganha a eleição e eu e o Marcelo Ramos (vice-presidente da Câmara) resolvemos isso em 2 meses na Câmara”, disse diretamente a Lula.

O apoio do Solidariedade à campanha petista chegou a ser colocado em risco. Paulinho anunciou que recuaria depois de ter sido vaiado em evento com sindicalistas em 14 de abril. Na época, ele atribuiu as vaias a militantes do PT e reclamou da relação com o partido. Lula estava presente no momento das manifestações. Foi preciso uma força-tarefa da cúpula da legenda, incluindo o ex-presidente, nos dias seguintes para acalmar o aliado e trazê-lo de volta.

Já a menção à “Internacional” é referência à música identificada com movimentos socialistas e comunistas que fala sobre trabalhadores tomarem o poder e dividirem a riqueza. Ela foi tocada na semana passada no evento do PSB, em Brasília. Na ocasião, Geraldo Alckmin (PSB), de histórico conservador, ouviu e aplaudiu a execução da música. O gesto foi interpretado como uma guinada sua à esquerda e foi criticado justamente por se esperar que o ex-governador de São Paulo atraia justamente setores da centro-direita para a campanha de Lula.

Paulinho também afirmou que Lula precisa parar de defender a revogação da reforma trabalhista, tema que tem sido motivo de atritos com setores produtivos e do mercado financeiro.

“Digo isso porque acho que precisamos falar dos problemas do Brasil. Precisamos juntar forças para fazermos um novo país. Você precisa ser a pessoa que une as outras pessoas que querem um Brasil diferente. Tem que ser a representação do povo brasileiro que quer tirar Bolsonaro da Presidência”, disse.

O deputado pediu ainda cautela aos que acham que a eleição “está ganha”. “Não está. Vamos enfrentar uma guerra não contra a direita daqui, mas a direita do mundo. É fake news para todos os lados”, afirmou.

Em resposta ainda durante o evento, Lula afirmou que Paulinho “vendeu facilidade, mas sabe que não é assim”.

O Solidariedade aprovou, em votação simbólica nesta 3ª feira, o apoio à pré-candidatura de Lula para a Presidência da República e a Geraldo Alckmin como vice na chapa.

O ato, realizado em São Paulo, contou com a participação de integrantes de outros partidos. De acordo com Paulinho, a intenção foi mostrar que uma frente ampla ao redor de Lula é possível.

Participaram os senadores Omar Aziz (PSD-AM) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e os deputados Marcelo Ramos (PSD-AM), Orlando Silva (PC do B-SP) e Marília Arraes (Solidariedade-PE).

Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com  / Siga o blog do professorTM/EJ  no Facebook, e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS