CASO DE POLÍCIA: Preso em flagrante por injúria racial contra Edenílson, Rafael Ramos paga fiança de 10 mil reais e é liberado.

Foto reprodução You tube

O lateral direito do Corinthians, Rafael Ramos, foi detido na noite desse sábado (14), logo depois do jogo contra o Internacional, pela sexta rodada do Brasileirão. O português foi conduzida pela Polícia Militar a uma delegacia por injúria racial contra o volante Edenílson, do time gaúcho. As informações são de Thiago Fernandes

O europeu teria chamado o brasileiro de "macaco" durante uma discussão na partida. Ele nega as ofensas. Edenílson prestou queixa em uma sala do Beira-Rio. O lateral direito corintiano e o árbitro do jogo, Bráulio da Silva Machado, também prestaram depoimentos.

O atleta só deixou o estádio à 00h30 (de Brasília) deste domingo (15). Ele foi detido em flagrante e alega que houve um mal entendido, de acordo com a Polícia Civil do Rio Grande do Sul. O jogador pagou uma fiança de R$ 10 mil e deixou o local rumo a São Paulo.

súmula da partida e o depoimento de Edenílson motivaram o flagrante contra o lateral direito do Corinthians. Foi aberto um inquérito policial para averiguar o caso na capital gaúcha.

O que diz o Inter

"Mais uma vez, um lamentável caso de racismo é registrado no futebol nacional. Desta vez, em nossa casa, contra um jogador do Internacional. Na partida deste sábado (14/05), pelo Campeonato Brasileiro, Edenilson relata ter sofrido injúria racial por parte de Rafael Ramos, atleta do Corinthians.

É inadmissível que ainda ocorram fatos desse tipo em 2022, não há espaço para o racismo em nossa sociedade. O Clube do Povo reitera que repudia todo e qualquer ato de preconceito e apoia o seu atleta".

O que diz o Corinthians

"O Corinthians reafirma que, coerente com seus 111 anos de história, repudia e não compactua com o racismo.

O atleta Rafael Ramos foi ouvido pelo clube e deu versão diferente do incidente no Beira-Rio, durante a partida contra o Internacional pelo Brasileirão 2022. Logo depois, seguro de que não proferiu injúria racial, fez questão de se explicar a Edenilson, no vestiário do Internacional.

Em decorrência da denúncia feita pelo atleta colorado, a lei obriga que se trate o caso como flagrante, seguido de detenção. O pagamento de fiança não implica admissão de culpa, permitindo ao atleta que se defenda em liberdade no inquérito.

Clube e atleta continuarão a colaborar com as autoridades, certos de que tudo será esclarecido o mais rapidamente possível".

Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com  / Siga o blog do professorTM/EJ  no Facebook, e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS