LEI MARIA DA PENHA: Kelly "Bolsonaro"é agredida pelo marido e faz relato nas redes sociais


© Fornecido por Catraca Livre

A suplente de deputado distrital Kelly "Bolsonaro" (Patriota-DF) acusou Jonas Monteiro Ferreira Neto de agressão. O episódio de violência doméstica ocorreu na noite da última sexta-feira, 8, no Gama (DF). As informações são do Catraca Livre.

Segundo denúncia, ele teria batido em Kelly e nos três enteados. Leia relato publicado no Instagram:



“Neste momento, a dor não é somente física. Sinto-me impotente, desolada, exposta, com medo, sem forças… Tudo é incerto”, escreveu.

O caso é investigado pela 20ª Delegacia e ela passou por exame de corpo de delito.

Kelly Bolsonaro adotou o sobrenome do presidente durante a campanha eleitoral de 2018. Atualmente, ela é suplente do deputado distrital Daniel Donizet (PL) e assumiu o cargo por alguns meses.

Brasil é o 5º entre os países com as maiores taxas de violência doméstica contra mulheres. São cerca de 900 mil processos desse tipo tramitando na justiça brasileira e 23% deles são pedidos de medidas protetivas de urgência.

Por conta disso, é um consenso entre juízes, promotores e defensores públicos a importância da denúncia. Como especialistas, eles concordam que as queixas funcionam como um freio inibidor da violência e, sendo assim, pode impedir o mal maior: o feminicídio.

Briga de marido e mulher se mete a colher, sim!

Segundo o ditado popular, brigas entre casais devem ser ignoradas por terceiros. Mas vale lembrar que muitos dos casos de violência doméstica não são denunciados pela vítima por inúmeros motivos. Medo ou falta de informação inclusos. Então, meta a colher, sim! Qualquer pessoa pode – e deve – dar queixa desses casos.

Outra situação comum é achar que a denúncia “não vai dar em nada” contra o agressor, uma vez que nem sempre as circunstâncias e as leis permitem que ele seja detido ou punido no momento da denúncia.

Mas não se engane! A presença da polícia no local, por exemplo, pode inibir ações mais violentas naquele momento ou até no futuro. Veja como denunciar.

Veja também: Como ajudar uma amiga ou familiar que sofre violência doméstica

Campanha #ElaNãoPediu

Nenhuma mulher “pede” para apanhar. A culpa nunca é da vítima. A campanha #ElaNãoPediu, da Catraca Livre, tem como objetivo fortalecer o enfrentamento da violência doméstica no Brasil, por meio de conteúdos e também ao facilitar o acesso à rede de apoio existente, potencializando iniciativas reconhecidas. Conheça a nossa plataforma exclusiva.

Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com  / Siga o blog do professorTM/EJ  no Facebook, e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS