GUERRA NA UCRÂNIA : Acompanhe as últimas notícias.

 

© Serhii Nuzhnenko/AP/picture alliance Kiev é um dos alvos preferenciais do exército russo

Sirenes soam em várias cidades ucranianas, com moradores buscando refúgio em abrigos. Segundo mídia local, forças russas tentam avançar em todas as direções, mas encontram resistência. 

Acompanhe as últimas notícias.

Pára-quedistas russos desembarcam em Kharkiv Ucrânia amanhece sob fortes ataques russos Ataque aéreo na cidade de Zhytomyr Biden anuncia fechamento do espaço aéreo americano para aeronaves russas Boeing suspende suporte para companhias aéreas russas

As atualizações estão no horário de Brasília (para atualizar, pressione Ctrl+F5)

04:15 Pára-quedistas russos desembarcam em Kharkiv

Militares da Ucrânia dizem que tropas russas desembarcaram na cidade oriental de Kharkiv. "Há uma luta em andamento entre os invasores e os ucranianos", disseram os militares em um comunicado no aplicativo de mensagens Telegram.

Anton Gerashchenko, conselheiro do ministro do Interior ucraniano, disse que um incêndio começou no quartel de uma escola de aviação nesta quarta-feira, após um ataque aéreo.

"Praticamente não há áreas em Kharkiv que não tenham sido atingidas por um projétil de artilharia", disse ele em um comunicado no Telegram.

A segunda maior cidade do país abriga cerca de 1,4 milhão de pessoas e fica perto da fronteira com a Rússia. O local tem sido um alvo para as tropas russas desde o início da invasão.

O governo da cidade disse que pelo menos 21 pessoas foram mortas em bombardeios e 112 ficaram feridas.

O correspondente da DW, Mathias Bölinger, que está no oeste da Ucrânia, disse que houve ataques contínuos a Kharkiv, à capital Kiev, e à cidade de Kherson, no sul.

"As tropas russas estão dentro da cidade de Kherson", disse ele. "Esta seria a primeira grande cidade na Ucrânia onde eles parecem ter tomado o controle, embora a luta ainda esteja acontecendo. Nada está decidido ainda", afirmou.

Bölinger também disse que não está claro o que o enorme comboio militar russo que avança em direção a Kiev fará a seguir.

03:28 Ucrânia amanhece sob fortes ataques russos

A mídia ucraniana reportou no começo da manhã desta quarta-feira (horário local) sirenes de alerta em várias cidades, com moradores buscando refúgio em abrigos.

De acordo com o jornal The Kyiv Independent, o Estado-Maior Geral das Forças Armadas da Ucrânia disse que as forças russas estão tentando avançar em todas as direções, mas encontram resistência dos militares ucranianos em todos os lugares e estão sofrendo perdas.

02:22 Bolsa de Valores de Moscou fechada

As negociações na Bolsa de Valores de Moscou permanecem suspensas nesta quarta-feira pelo terceiro dia seguido, mas o Banco Central da Rússia disse que permitirá uma gama limitada de operações pela primeira vez nesta semana.

As sanções ocidentais impostas pela invasão da Ucrânia levaram o rublo da Rússia a uma queda recorde. Em resposta, o Banco Central mais que dobrou as taxas de juros para 20%.

01:58 Tropas russas desembarcam em Kharkiv

O exército ucraniano informou que tropas aerotransportadas russas desembarcaram na madrugada desta quarta-feira em Kharkiv, a segunda maior cidade da Ucrânia.

"Combates estão ocorrendo entre invasores e ucranianos", informou o exército pelo Telegram.

A agência Unian informou que soldados russos atacaram um centro médico militar na cidade.

01:17 Putin decreta que russos não podem sair com mais de US$ 10.000

O presidente russo, Vladimir Putin, assinou um decreto para impedir que os russos deixem o país com mais de 10.000 dólares em moeda estrangeira, informou a mídia estatal.

A medida é uma tentativa de "garantir a estabilidade financeira da Rússia", de acordo com um comunicado da assessoria de imprensa do Kremlin.

01:13 Moscou ameaça bloquear Wikipedia

As autoridades russas ameaçaram bloquear a oferta em russo da Wikipedia em razão de um artigo detalhando a invasão na Ucrânia.

A Wikipedia russa disse que o regulador estatal de comunicações enviou uma notificação da promotoria. O aviso reclama de "relatos sobre inúmeras baixas entre o pessoal de serviço da Federação Russa e também da população civil da Ucrânia, incluindo crianças".

01:04 O perigo da invasão russa para a minoria grega na Ucrânia

Nos primeiros cinco dias da invasão russa na Ucrânia, doze membros da minoria grega foram mortos na aldeia de Sartanas, perto da cidade de portuária ucraniana de Mariupol.

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores da Grécia, eles foram vítimas de bombardeios das forças russas, o que levou a pasta a apresentar um "forte protesto" junto ao embaixador russo em Atenas.

Os gregos vivem nesta área há milhares de anos, e hoje são uma minoria calculada entre 100.000 e 150.000 pessoas. A invasão russa é perigo para eles.

00:30 Boeing suspende suporte para companhias aéreas russas

A fabricante americana de aeronaves Boeing informou que deixará de fornecer peças, manutenção e suporte técnico para companhias aéreas russas.

"À medida que o conflito continua, nossas equipes estão focadas em manter nossos colegas seguros na região", disse um porta-voz da Boeing.

A empresa já havia suspendido as operações de treinamento em Moscou e fechado temporariamente seu escritório em Kiev.

00:24 Ataque aéreo na cidade de Zhytomyr

Um ataque aéreo foi relatado da cidade ucraniana de Zhytomyr. Mísseis de cruzeiro russos danificaram vários edifícios, incluindo um hospital, informou a agência de notícias Unian. Segundo as autoridades, duas pessoas morreram e dez ficaram feridas. Vídeos compartilhados nas redes sociais mostraram casas em chamas e equipes de resgate.

"Não será uma noite tranquila", disse o prefeito, Serhiy Sukhomlyn.

Zhytomyr fica a cerca de 140 quilômetros a oeste da capital Kiev.

00:03 Biden anuncia fechamento do espaço aéreo americano para aeronaves russas

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou nesta terça-feira a decisão de fechar o espaço aéreo do país às companhias aéreas da Rússia, seguindo o que já havia sido feito pela União Europeia (UE) e pelo Canadá.

"Esta noite, anuncio que nos uniremos aos nossos aliados e fecharemos o espaço aéreo americano a todos os voos russos, para isolar ainda mais a Rússia e asfixiar ainda mais a sua economia", declarou Biden, que recebeu aplausos de pé em seu primeiro discurso sobre o Estado da União, perante as duas câmaras do Congresso dos EUA.

A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, disse na segunda-feira passada que não era fácil para Washington tomar tal decisão, o que certamente provocaria uma medida recíproca de Moscou porque muitas das suas companhias aéreas "sobrevoam a Rússia para ir para a Ásia".

A Rússia fechou na segunda-feira o seu espaço aéreo a voos de 36 países, incluindo todos os países da União Europeia e o Canadá, em resposta à mesma medida tomada por estes países após o início da invasão russa à Ucrânia, de acordo com a Agência Federal de Transportes Aéreos (Rosaviatsia).

As medidas europeias de retaliação à operação militar da Rússia contra a Ucrânia forçaram a companhia aérea russa Aeroflot a suspender todos os voos para a Europa e países vizinhos.

Também foram cancelados voos para vários dos seus destinos nos Estados Unidos e na América Latina, uma vez que o fechamento do espaço aéreo europeu e canadense obriga os aviões a fazerem um longo desvio.

Com informações da DW.

Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS