EDUCAÇÃO: Professores da rede municipal de educação de Juazeiro entram em greve por tempo indeterminado. Entenda!

 
Foto: Aplb sindicato

Conforme anunciado durante o final de semana, (Reveja) os professores da rede municipal de ensino de Juazeiro, no norte da Bahia, se reuniram em assembleia na sede da APLB Sindicato, na manhã dessa segunda-feira(21) e decidiram pela greve geral por tempo indeterminado

Conforme a APLB, essa luta dos profissionais nada mais é que o direito de receber de forma integral e linear o reajuste de 33,24% do piso nacional do magistério, até agora recusado pela gestão Suzana Ramos que ofereceu apenas 11% causando insatisfação geral na categoria.

Para os professores e entidades que engrossam o movimento pelos direitos dos servidores, a prefeitura tem sim recursos suficientes para efetuar o pagamento que, pela primeira vez, não está sendo obedecido pelo município. A recusa firme em não reajustar os salários com base no que determina a lei, fez com que a classe se unisse de maneira a fortalecer o coro por justiça e levou à realização de caminhadas e protestos.   

Para o diretor da APLB Sindicato em Juazeiro, Gilmar Nery, a categoria decidiu entrar em greve pela atitude arbitrária do executivo municipal, mesmo depois de inúmeras tentativas de se chegar a um acordo que beneficiasse os trabalhadores em educação. “Esse auditório lotado mais uma vez mostra que está aqui porque não aceita o que foi proposto pela prefeitura e sim os 33,24% determinado por lei.

O mais importante nesse momento é a união absoluta da categoria que deve conscientizar pais e alunos sobre a situação vivida pelos trabalhadores em educação. Sabemos que não existe nenhuma luta sem ônus, mas o bônus virá e ao acreditar no trabalho do sindicato todos estão engajados. Hoje é início oficial das aulas no município, mas queremos deixar claro que a suspensão não pode ser atribuída à greve e sim a muitos outros fatores como falta de merenda e transporte escolar e atraso para reformar mais de 30 escolas. A SEDUC está perdida, não consegue organizar a rede do ponto de vista pedagógico nem de logística”, ressalta.  

A direção da APLB Sindicato em Juazeiro lembra que durante a campanha para prefeito um documento foi elaborado para assegurar os direitos dos trabalhadores em educação e assinado pelos candidatos, mas que Suzana Ramos não assinou. “Ali já se mostrava o cenário turbulento que teríamos que enfrentar. Foram várias as tentativas de discussão. Colocamos na mesa os ofícios enviados e ignorados várias vezes. Nunca conseguimos avançar nas pautas de valorização dos professores. Quero lembrar mais uma vez do papel da Câmara de Vereadores e dizer que a luta não é de direita ou de esquerda, é da educação. Agora é greve geral e vamos utilizar todos meios para passar a mensagem e dizer que quem está na escola está aceitando os 11% e desrespeitando a greve e a luta do colega”, afirma Gilmar. 

A APLB Sindicato em Juazeiro informa à comunidade que os trabalhadores em educação não entraram em greve por querer, mas por não ter do governo municipal o compromisso de cumprir com o que manda a lei. “Estamos juntos de mãos dadas e precisamos mais uma vez nos fortalecer, pois existe um grande complô autorizado pelo Sindicato Nacional dos Municípios para que a lei não seja cumprida. O Plano de Cargos e Salários permitiu que os profissionais recebessem conforme seu tempo de serviço e não se pode perder isso. Vamos enfrentar a maior greve do município de Juazeiro, provocado pela prepotência da secretária que não aceita negociar.

Não há possibilidade de perder se cruzarmos os braços e envolvermos a comunidade escolar, pois os pais precisam participar de nossa luta e se engajar ao movimento”, finalizou Gilmar Nery.   

Os trabalhadores em educação presentes decidiram ocupar mais uma vez a Câmara de Vereadores nesta terça-feira (22) às 8h30 e, enquanto estiverem em greve, se reunirão em praça pública com faixas, cartazes e carro de som para levar o movimento às ruas a fim de que a população tenha conhecimento da batalha enfrentada pela categoria que busca por seus direitos.

Com informações da Ascom/APLB

Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com  / Siga o blog do professorTM/EJ  no Facebook, e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS