DIREITO DE RESPOSTA: Presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), rebateu às declarações do ex-presidente Lula em relação ao Congresso.

Foto captura de tela /TV Senado

Ex-presidente da República declarou que Congresso nunca esteve tão “submisso” e “antipovo”.

O presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), rebateu neste domingo (20.mar.2022) críticas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) direcionadas ao Congresso Nacional.

Segundo Pacheco, a fala do pré-candidato à Presidência pelo PT (Partido dos Trabalhadores) é “fruto do início da disputa eleitoral que faz com que seja ‘interessante’ falar mal do Parlamento”. Leia a íntegra (33 KB) do texto divulgado pelo senador de Minas Gerais a jornalistas.

Lula disse no último sábado (19.mar) que o Congresso nunca esteve tão submisso e afirmou que o “orçamento secreto” (as emendas de relator) é um “orçamento lesa-pátria”.

“O Congresso Nacional brasileiro nunca esteve tão deformado como ele está agora. Ele nunca esteve tão antipovo. É talvez o pior Congresso que nós já tivemos na história do Brasil.”, disse o petista em evento do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) no assentamento Eli Vive, em Londrina, no Paraná.

No texto divulgado por Pacheco, o senador afirma que o Congresso votou reformas engavetadas, superou-se na votação remota durante a pandemia da covid-19 e defendeu a vacina contra a doença. Declarou ainda que os congressistas se posicionaram em defesa da democracia e contra o voto impresso, defendido pelo presidente Jair Bolsonaro (PL).

“Embora respeite e valorize críticas, é importante que elas sejam verdadeiras e com bons propósitos, uma vez que de discursos oportunistas em período eleitoral o Brasil está cansado. Convido a todos a um mínimo de união, respeito, responsabilidade e, também, disposição para o trabalho”, concluiu Pacheco.

Críticas de Lula

Lula ainda disse no evento de sábado que Ulysses Guimarães, presidente da Constituinte e ex-presidente da Câmara, não tinha 10% da força que tem o atual presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL).

O petista fez elogios a Ulysses e disse que nem quando o MDB tinha “306 constituintes e 23 governadores” ele teve a força que Lira exerce hoje.

Ele também fez criticas ao grupo de trabalho criado por Lira que discutirá o semipresidencialismo.

Na avaliação de Lula, a eleição “não será fácil”. “Vamos ter que eleger muitos deputados e senadores que pensem como a gente”, disse o ex-presidente.

Os combustíveis também foram assunto do discurso. O pré-candidato do PT disse que a Petrobras é autossuficiente e o que falta é refino. O ex-presidente disse que nos governos petistas haviam obras de novas refinarias paradas posteriormente.

Segundo Lula, se quiser fazer uma refinaria hoje, demorará pelo menos de 5 a 7 anos para ficar pronta.

“Enquanto isso estamos pagando a gasolina em dólar, quando nós recebemos um salário em real”, disse o petista.

Com informações do Poder360

Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com  / Siga o blog do professorTM/EJ  no Facebook, e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS