FÓRMUL 1 : Mexicano Sergio Peres vence o grande prêmio de Sakhir e desabafa : “os melhores pilotos "não estão na Fórmula 1"

 


Da Redação
Prof.Taciano Medrado

Por enquanto sem vaga na temporada 2021 da Fórmula 1 mesmo tendo pontuado em 13 das 14 corridas que disputou, com dois pódios e uma vitória neste ano, Sergio Pérez desabafou após vencer o GP de Sakhir. O mexicano não teve o contrato renovado pela Racing Point, que passará a se chamar Aston Martin e contratou o alemão Sebastian Vettel, e ainda negocia com a RBR para o ano que vem no lugar do contestado Alexander Albon. Sem meias-palavras, Pérez afirmou:

"Pode ser muito difícil, e os melhores pilotos não estão na Fórmula 1, infelizmente. Então, continuamos pressionando e entregando, e acho que essa é a melhor maneira de fazer isso."

Pérez ainda lembrou o caso de Esteban Ocon, que dividiu o pódio com ele na segunda posição em Sakhir: em 2019, o francês perdeu a vaga na Racing Point para Lance Stroll depois que o pai do piloto comprou a equipe e não correu a temporada, voltando neste ano pela Renault:

- Estou em paz comigo mesmo. Acho que Esteban (Ocon) mencionou que pilotos como ele perdem assentos, é assim que a Fórmula 1 é.

Pérez ainda lembrou o caso de Esteban Ocon, que dividiu o pódio com ele na segunda posição em Sakhir: em 2019, o francês perdeu a vaga na Racing Point para Lance Stroll depois que o pai do piloto comprou a equipe e não correu a temporada, voltando neste ano pela Renault:

O mexicano reafirmou que, embora esteja lutando para permanecer como titular em 2021, encararia com tranquilidade um ano sabático para retornar na temporada seguinte, quando entrará em vigor um novo regulamento, com carros completamente diferentes.
- Já tenho algumas boas opções para 2022, então minha melhor opção é obviamente continuar no próximo ano. Mas se eu tiver que parar, então não é um desastre, posso voltar em 2022. O regulamento vai mudar tanto que, de certa forma, não acho que vá prejudicar tanto o lado da pilotagem, entrar no ritmo - finalizou

Em Sakhir, Sergio Pérez se tornou o primeiro mexicano a vencer uma corrida de Fórmula 1 desde Pedro Rodríguez no GP da Bélgica de 1970, com uma BRM.

Mesmo tendo perdido duas corridas na temporada por ter contraído coronavírus, Pérez é o quarto na tabela deste ano, com 125 pontos contra 74 do companheiro Lance Stroll, terceiro na prova do último domingo.


Fonte: GE

Para ler outras matérias  acesse, www: professortacianomedrado.com

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS