MEDICINA: CORONAVÍRUS: VACINA BRASILEIRA É APLICADA POR SPRAY NASAL E PODE CHEGAR EM 2021


Foto ilustração internet

Da:  Redação
Prof. Taciano Medrado

Prezado(a)s Leitore(a)s,

Enquanto Rússia e outros laboratórios anunciam os avanços na produção da vacina contra o novo coronavírus (Covid-19), o Brasil também tem pesquisas na área. Uma delas está sendo desenvolvida pela Faculdade de Medicina e Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo (USP) em parceria com o Instituto do Coração (InCor).


De acordo com o grupo de pesquisa, a vacina brasileira está sendo produzida no formato de spray nasal e os últimos testes da fórmula foram positivos. A expectativa é que essa vacina esteja disponível até o fim de 2021, sendo que o composto imunológico administrado no interior das narinas permite uma ação mais rápida.


Em entrevista à Exame, Marco Antônio Stephano, professor da USP e responsável pelo projeto, comentou as vantagens da abordagem brasileira:


"A vacina aplicada por um spray nasal permite a criação de dois tipos de anticorpos e não somente aquele criado quando a vacina é administrada por injeção."


O professor também explicou que a aplicação intranasal permite que a vacina chegue nas vias aéreas superiores e nos pulmões, algo que faz com que o sistema imunológico atue de forma ágil. Esse formato exige quatro doses da vacina (duas em cada narina) com intervalo de alguns dias entre as aplicações.


No entanto, diferente das vacinas que já estão na terceira etapa de testagem e podem ser disponibilizadas em dezembro, a versão brasileira ainda está na testagem pré-clínica. Ou seja, as etapas 1 e 2 não começaram, sendo que a primeira só deve ter início no fim de novembro.


No cenário mais otimista, a vacina estará pronta em junho de 2021. Stephano explica que o processo mais lento é justificado pelo formato de aplicação via spray nasal. Até o momento, existem poucas vacinas que seguem esse modelo.


"Vale lembrar que uma pesquisa desenvolvida nas Universidades de Chicago e Duke ressaltou que vacinas aplicadas pelo nariz podem ser mais eficientes e gerar menos efeitos colaterais. Esse formato também pode ser vantajoso para o Brasil porque tem custo menor e impede que o país se torne dependente de empresas estrangeiras no médio prazo."




Para ler outras matérias  acesse, www: professortacianomedrado.com

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS