POBREZA CRESCE NA VENEZUELA E JÁ ATINGE 96% DA POPULAÇÃO DO PAÍS, DIZ ESTUDO




foto  reprodução CNN

Da:  Redação
Prof. Taciano Medrado

Prezado(a)s Leitore(a)s,

Um estudo divulgado nesta semana pela Universidade Católica Andres Bello (UCAB) registrou que o percentual de pobreza na Venezuela cresceu e já afeta 96% da população do país. É um índice superior a todos os outros lugares do continente considerados pobres e superior também a países africanos.

O percentual é verificado quando se considera apenas a renda, de acordo com a Pesquisa Nacional de Condições de Vida (Encovi), publicada pela universidade venezuelana. 

O estudo verifica que quase 65% da população empobreceu em 2019, uma alta de 14 pontos percentuais sobre os 51% registrados no ano anterior. Para 2020, os prognósticos são ainda piores, em razão da pandemia do novo coronavírus.

A doença cresceu 18% no país em apenas seis dias. Neste momento, a Venezuela soma 12.774 casos e 120 mortes decorrentes da Covid-19.

O estudo classifica que a situação encontrada pelos pesquisadores nos lares venezuelanos é de uma “pobreza multidimensional”, em que os moradores sofrem com insuficiências na renda, educação e serviços públicos.

Dolarização

Até o mês de maio deste ano, a inflação acumulada na Venezuela era de 3.684%, segundo dados do Parlamento do país, considerado o acúmulo de um ano.

No primeiro semestre deste ano, a inflação fechou em 508%, segundo o orgão. Com a hiperinflação, a moeda local, o bolívar soberano ficou ainda mais desvalorizado. Nesta quarta-feira (22), US$ 1 custava quase 246 mil bolívares. O salário mínimo, atualmente, é o equivalente a menos de US$ 2.

Segundo o Índice Nacional de Preços para o Consumidor, da Assembleia Nacional, para um venezuelano comprar um par de sapatos, ele teria que desembolsar 12,6 salários mínimos. Para um quilo de queijo, dois salários mínimos.

A alta do dólar fez com que a moeda venezuelana praticamente sumisse e fosse parcialmente substituída pela americana, processo que os economistas chamam de “dolarização da economia”. Os estabelecimentos comerciais, como padarias, restaurantes e hoteis, preferem receber em dólares.



Para ler outras matérias  acesse, www: professortacianomedrado.com

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ENQUETE

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS