ARTIGO: A Self Estética da Angústia na Pós-modernidade

A Self Estética da Angústia na Pós Modernidade

(*) Dr. Prof. Hipólito Valeriano 

Artigo publicado originalmente na revista Jornal Planete

Acredito que Sigmund Freud escreveu muito além que um livro, ele escreveu respostas para o humano.

Pois o livro futuro de uma ilusão e o mal-estar na civilização mostram a realidade global. Realidade de uma geração consumista, egoísta, narcisista; no qual inúmeras pessoas exaltam o próprio ego com Selfs de seus celulares de última geração, produto de consumo de um homem tecnológico” homo tecnológicos”

Freud superou descartes com seu” penso logo existo”;Pois Freud apresentou a realidade humana com seu ” desejo logo existo”.

Santo Agostinho disse que o homem é o que ele ama, então o homem é o que deseja, a sociedade produz desejos em seus bens de consumo, geração ansiosa.

A raiz de tudo é a ansiedade do vazio do ser…

A ansiedade gera o desejo …o desejo gera o ato e o ato não realizado gera a dor , a dor gera a angústia do ser…

Encontramos na pós-modernidade a crise do ser e de ter, onde muitos são, mas não tem e outros tem e não são.

Soren kierkgaard  escreveu o conceito de angústia, sobre uma sociedade dividida sobre três aspectos, estética, ética e religião.

Interessante o artigo do teólogo brasileiro Frei Betto de tema:

” consumo logo existo”

Viver para consumir, comprar …

Zygmunt Bauman disse que tudo era líquido, e temos o exemplo de seu livro de titulo ” amor líquido e ” sociedade liquida “. A modernidade líquida um mundo repleto de sinais confusos, propenso a mudar com rapidez e de forma imprevisível em que vivemos traz consigo uma misteriosa fragilidade dos laços humanos, um amor líquido. Zygmunt Bauman, um dos mais originais e perspicazes sociólogos em atividade, investiga nesse livro de que forma nossas relações tornam-se cada vez mais “flexíveis”, gerando níveis de insegurança sempre maiores. A prioridade a relacionamentos em “redes”, as quais podem ser tecidas ou desmanchadas com igual facilidade e freqüentemente sem que isso envolva nenhum contato além do virtual, faz com que não saibamos mais manter laços a longo prazo. Mais que uma mera e triste constatação, esse livro é um alerta: não apenas as relações amorosas e os vínculos familiares são afetados, mas também a nossa capacidade de tratar um estranho com humanidade é prejudicada. Como exemplo, o autor examina a crise na atual política imigratória de diversos países da União Europeia e a forma como a sociedade tende a creditar seus medos, sempre crescentes, a estrangeiros e refugiados. Com sua usual percepção fina e apurada, Bauman busca esclarecer, registrar e apreender de que forma o homem sem vínculos figura central dos tempos modernos se conecta.

A busca pela estética faz a liquidez, pois o homem pós-moderno é o que tem, o poder de compra. O ter e o ser;

Acredito que a resposta para a sociedade pós-moderna está na estrutura social, moral e ética, sendo construída sobre os pilares da educação e família, entre princípios de liberdade igualdade e fraternidade, com uma educação de qualidade, formando pensadores para um futuro melhor.

Posso inclusive abordar o caso da Grécia, no qual no passado contribuiu exportando sabedoria e filosofia.

Mas hoje vemos uma Grécia precisando de ajuda para pensar…pois o consumo é muito maior do que o pensamento.

Recentemente li um artigo da Dra. Marilyn Wedge, Phd , que tratava do TDAH – transtorno de déficit de atenção e hiperatividade, o artigo mostrava que as crianças francesas não possuíam TDAH, devido o fato de haver estrutura familiar e educação de qualidade.

Os franceses também são contra o DSM V, eles usam o , CFTMEA, os psiquiatras infantis franceses não usam o mesmo sistema de classificação de problemas emocionais infantis utilizado pelos psiquiatras americanos. Eles não usam o diagnostic and statistical manual of mental disorders ou DSM. De acordo com o sociólogo Manuel Vallee, a federação francesa de psiquiatria desenvolveu um sistema de classificação alternativa, como uma resistência à influência do DSM-3. Esta alternativa foi a CFTMEA (classification française des troubles mentaux de l’enfant et de l’adolescent), lançado pela primeira vez em 1983, e atualizado em 1988 e 2000. O foco do CFTMEA está em identificar e tratar as causas psicossociais subjacentes aos sintomas das crianças, e não em encontrar os melhores bandaids farmacológicos para mascarar os sintomas.

Pois se nós não tivermos crianças sãs, não teremos adultos normais.

Os adultos com doenças psicossomáticas são o reflexo de um passado desestruturado.

Analiso então as palavras do Dr. Gregório Baremblitt, médico argentino, livre docente da UBA , Universidade de Buenos Aires,quando disse que a sociedade não sabe fazer outra coisa a não ser produzir, não produz pensadores;”vivem no eco da imitação”; Gene Egoísta pós-moderno.

A sociedade pós-moderna vive na ilusão do ser; e a desilusão do não ser.

E por fim a catástrofe da decepção do mundo e com o mundo;dai se torna um corpo sem órgãos, uma vida sem sentido.

Sociedade doente como diz o brasileiro, médico psiquiatra e psicanalista lacaniano Dr. Jorge Forbes: “a sociedade está desbússolada”…sem direção.

Mas onde esta a resposta?

A resposta esta em vencer o Édipo, pois todo homem precisa passar por ele e vencê lo , como disse o medico psiquiatra argentino Dr. Juan David Nasio em seu livro ” Édipo”.

Precisamos construir estruturas familiares e laços sociais,em um mundo tecnológico onde o watts e face book predominam e controlam os jovens;

Laços virtuais e sintéticos não sentem dor, não choram , não se emocionam, não amam.

É preciso amar…

Entendo que o homem é muito mais que um produto, apesar de estar preso na Microfisica* do poder. Ainda prevalece e “Eugenia” e que vença o melhor.

A resposta está em você mesmo, mas com o ego evoluído, mais humanitário e fraterno; mas o que pensaria Freud ao andar pelas nossas cidades neste tempo,sociedade pós moderna ,geração tecnológica, acredito que ele escreveria a Náusea desta geração.

Vou com frequência a livrarias de shoppings. Ao passar diante das lojas e contemplar os veneráveis objetos de consumo, vendedores se acercam indagando se necessito algo. “Não, obrigado. Estou apenas fazendo um passeio socrático”, respondo. Olham-me intrigados. Então explico: Sócrates era um filósofo grego que viveu séculos antes de Cristo. Também gostava de passear pelas ruas comerciais de Atenas. E, assediado por vendedores como vocês, respondia: “Estou apenas observando quanta coisa existe de que não preciso para ser feliz”.

Bibliografia:

Baremblitt ,Gregório/Palestra Puc Minas-Os Pensadores- Deleuze e Guattari/ https://www.youtube.com/watch?v=8FgLBsTwoJA/acesso/13/07/2015/22:31.

Bauman, Zygmunt/ Amor Líquido – Sobre a Fragilidade dos Laços Humanos/Jorge Zahar editora/2004.

http://equilibrando.me/2013/05/16/por-que-as-criancas-francesas-nao-temdeficit-de-atencao/ acesso acesso/14/09/2015/16:02

Consumo logo existo http://triplov.com/frei_betto/consumo.html/acesso acesso/14/09/2015/16:02

Freud,Sigmund/ O Mal estar na civilização, novas conferencias introdutórias a

psicanálise e outros textos( 1930 – 1936)/Sigmund Freud;tradução Paulo César de Souza – São Paulo; Companhia das letras,2010.

selfestetética -termo criado por Hipólito, referindo se a Self -fotos de perfil- e Estética.

(*) Valeriano Hipólito Luiz Claudio. Possui doutorado em saúde publica. Bacharel em medicina ,título de medico cirujano m.d. médico associado ama- asociacion médica argentina registro número 48595. Maestria en ciências de la educacion ,e pós-graduado em docência do ensino superior, especialização MBA em gestão. Licenciado em pedagogia. Especialista em saúde mental; especialista em psiquiatria, especialista em diagnostico, terapia e tratamento de uso de opioides; possui extensão universitária FGV, doutor honoris causa em ciências da educação, formação em psicanálise clínica; associado da asociacion escuela de psicoterapia para graduados em buenos aires ar; é sócio correspondente da APSA, asociacion de psiquiatras argentinos.

 

Para ler a matéria na íntegra acesse nosso link na pagina principal do Instagram. www: professsortaciano medrado.com  e  Ajude a aumentar a nossa comunidade.

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS