TELHADO DE VIDRO: O candidato do PDT ataca levianamente a família de Bolsonaro e recebe invertida a altura: “você falou que a função mais importante da sua esposa era dormir contigo, Ciro, pelo amor de Deus"”

Fotos reprodução- TV Band

Da Redação

Durante o debate presidencial realizado na noite desse domingo (28) e transmitido pela Rede Bandeirantes, o destemperado candidato Ciro Gomes mostrou que as suas raízes grotescas continuam vivas e respirando muito bem. Em um ato reprovável ao envolver a família do presidente Bolsonaro, relembrando uma frase dita por ele de que teve três filhos homens, mas deu uma fraquejada e nasceu uma mulher.

O ataque viril e vergonhoso de um sujeito que está concorrendo ao cargo de presidente da república causou repúdio, mas não como diz o ditado: “ quem com ferro fere, com ferro será ferido”, Ciro Gomes teve exposto também por Bolsonaro num pedido de direito de resposta feita pelo presidente,  uma frase dita por Ciro  há alguns anos atrás quando se referiu a hoje sua ex-esposa, uma brilhante atriz da televisão brasileira de forma machista de que a função mais importante da sua esposa era dormir com ele. 

Depois dessa o Ciro  que banca o "paz e Amor ' deixou a mascara cair atacou novamente Bolsonaro dizendo que ele havia corrompido todas as suas ex-esposas"


Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com  / Siga o blog do professorTM/EJ  no Facebook, e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS