1ª Semana da Caatinga supera expectativas e é encerrada com debates importantes sobre valorização e preservação do bioma 100% brasileiro

Foto: Ascom/PMJ

A 1ª Semana da Caatinga promovida pela Prefeitura de Juazeiro, através da iniciativa da Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (Semaurb), foi encerrada com sucesso, após uma programação intensa que envolveu visitas técnicas à instituições de pesquisa, passando por exposições literárias e fotográficas, apresentações culturais e musicais, além de palestras, que aconteceram no Centro de Cultura João Gilberto.

Nesta sexta-feira (29), último dia da programação, os palestrantes abordaram temas muito relevantes, como o “Recaatingamento”, “A Conservação e a Biodiversidade” e  os “Sítios Arqueológicos”, assuntos contextualizados ao bioma Caatinga. Os participantes, na maioria estudantes universitários e professores formadores aprovaram a programação do evento.

“É muito importante trazer para a discussão a preservação da Caatinga com ênfase na educação ambiental. Essa Semana da Caatinga foi de muito aprendizado, com palestrantes maravilhosos com mestrado e doutorado, que contemplam temas tão importantes. Foi uma construção e um aprimoramento de aprendizados para mim que sou professora formadora. Quero agradecer a Semaurb pelo convite feito aos professores da Secretaria de Educação do município”, frisou a professora formadora Airla Juline de Carvalho.

Debates importantes

Para os palestrantes e articipantes, a Semana da Caatinga foi um espaço para construção de conhecimentos e compartilhamento de ideias, especificamente no intuito de colaborar para a valorização e a preservação do nosso bioma.

“Juazeiro é um município que tem uma grande área de caatinga, mas a gente vê áreas que precisam passar pelo recaatingamento, recuperar essas áreas, conservar para que as famílias continuem tirando dali o sustento através do o extrativismo, como o umbu, o maracujá-da-caatinga. Poder ter a caatinga para continuar criando seu bode, oferecendo uma carne de qualidade, que reconhecidamente é melhor e mais saudável. Então, parabenizamos todos os organizadores porque a gente acredita que esse tipo de evento é que traz a mudança de fato no dia a dia das pessoas, principalmente para aqueles que vivem na caatinga e que às vezes se sentem desvalorizados por não ter o reconhecimento desse bioma, que é tão rico e que contribui tanto para nossa região”, destacou o palestrante e representante do IRPAA, Judenilton Oliveira.

“Enquanto formador e professor de ciências da rede municipal, achei muito uma iniciativa fantástica, e o que ficou muito marcado em mim foi a questão do Recatingamento, da importância dele e da forma que precisamos levar essa iniciativa para as escolas, e o quão importante nós, enquanto Secretaria de Educação e Secretaria de Meio Ambiente, estarmos unidos para levar essa conscientização para os estudantes. Achei o evento maravilhoso”, enfatizou o professor formador, Mário Henrique Braga.

Novo olhar, novos sabores

A palestra “Valores da Caatinga” e o minicurso “Alimentação Sustentável” trouxeram como proposta mostrar as potencialidades que as plantas alimentícias não convencionais (PANCs) da Caatinga podem oferecer para a gastronomia e como fonte de renda para os moradores da região semiárida. Cactos como o mandacaru, a palma, a coroa de frade, e folhagens como a folha do umbuzeiro, a folha santa, o mastruz, entre outras, podem se transformar em saborosas receitas, como doces, bolos, sorvetes e saladas.

“A contribuição dessa ação é primeiro a grandeza de se trabalhar a intersetorialidade, estarmos juntos construindo, isso é muito importante. Depois, despertar essa criatividade desse olhar diferenciado, porque a caatinga tem valor, valores desconhecidos para quem está na área urbana”, pontuou a tecnóloga em alimentos e gerente da ADEAP, Ataildes Pinheiro.

Objetivo alcançado

A programação foi encerrada com a participação do cantor e sanfoneiro Matheus do Acordeon, que animou o público com muito forró. Para a organização do evento, A 1ª Semana da Caatinga superou todas as expectativas.

“Todas as expectativas previstas foram alcançadas. A confirmação estava nos olhos dos participantes do evento, que com certeza retornaram para suas casas com uma bagagem enorme de conhecimento. O nosso bioma Caatinga merece ainda muito mais, pois quem ama cuida. Obrigado a todos que doaram um pouco de si para que tudo isso se materializasse”, finalizou o diretor de Meio Ambiente da Semaurb, Alexandre Batista.

Ascom Semaurb/ PMJ

Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com  / Siga o blog do professorTM/EJ  no Facebook, e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS