DIPLOMACIA EM CRISE: Governo da Bulgária anuncia a expulsão de dez diplomatas da Rússia

Presidentes da Bulgária, Rumen Radev, e da Rússia, Vladimir Putin, em 2018 (Foto: Wikimedia Commons)

O governo da Bulgária anunciou nesta sexta-feira (18) a expulsão de dez diplomatas da Rússia que atuavam no país. O governo alega que tomou a decisão porque os indivíduos vinham desempenhando funções incompatíveis com o status diplomático. As informações são da rede Radio Free Europe.

“Por sugestão das autoridades competentes da República da Bulgária, em coordenação com o primeiro-ministro Kiril Petkov, a Bulgária declarou hoje dez diplomatas russos acreditados no nosso país como persona non grata, dando-lhes um prazo de 72 horas para deixarem o país”, diz um comunicado publicado pelo Ministério das Relações Exteriores da Bulgária.

Sem entrar em detalhes, o documento justifica a decisão dizendo apenas que “os referidos funcionários da Embaixada da Federação Russa na Bulgária realizaram no território da República da Bulgária atividades incompatíveis com a Convenção de Viena sobre Relações Diplomáticas”. Não foram citados os nomes dos diplomatas expulsos.

A decisão foi logo acompanhada pelas nações bálticas, que adotaram medida idêntica. Letônia e Estônia anunciaram a expulsão de três diplomatas cada, enquanto a Lituânia expulsou quatro.

“Os ataques militares da Rússia a civis, bens civis, hospitais, escolas, maternidades e bens culturais são crimes de guerra e crimes contra a humanidade”, disse o ministro das Relações Exteriores da Lituânia, Gabrielius Landsbergis. “Os serviços especiais russos estão ativamente envolvidos na organização desses crimes contra a população pacífica da Ucrânia, por isso não queremos que os representantes dessas estruturas caminhem em nossas terras e representem uma ameaça à segurança nacional da Lituânia”.

Através de sua conta no Twitter, o ministro das Relações Exteriores da Letônia, Edgars Rinkevics, deu a mesma justifica da Bulgária. “A Letônia expulsa três funcionários da Embaixada da Rússia em conexão com atividades contrárias ao seu status diplomático e levando em consideração a agressão russa em andamento na Ucrânia. A decisão foi coordenada com a Lituânia e a Estônia”.

Já a Estônia foi mais objetiva e alegou que os três indivíduos expulsos do país “prejudicaram direta e ativamente a segurança da Estônia e espalharam propaganda justificando a ação militar da Rússia”. Com informações do site de notícias internacionais a Referência.

Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com  / Siga o blog do professorTM/EJ  no Facebook, e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS