Guerra entre Rússia e Ucrânia será curta e sem interferência militar da Otan, projeta especialista

 

Míssil disparado pelo exército russo, imagem sem data determinada (Foto: twitter.com/mod_russia)

A invasão da Rússia à Ucrânia, que aconteceu por volta das 6h de Moscou (0h de Brasília) desta quinta-feira (24), não foi exatamente uma surpresa, considerando a tensão acumulada entre os dois vizinhos desde 2014 e a recente concentração de tropas na região de fronteira. Para André Luís Woloszyn, analista de assuntos estratégicos e especialista em conflitos de baixa e média intensidade, os primeiros movimentos no campo de batalha sugerem um conflito curto. As informações são do site de noticias internacionais A Referência.

“Não há interesse em manter uma guerra prolongada”, disse o especialista em contato com a reportagem d’A Referência, baseando seu argumento na estratégia adotada por Moscou. “Creio que a Rússia optou por uma espécie de blitzkrieg, com ataques direcionados às estruturas militares, afirmou, referindo-se à tática de guerra relâmpago adotada pelos alemães na Segunda Guerra Mundial.

O que também tende a contribuir para um conflito curto é a decisão da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) de não interferir militarmente. “Não creio em envolvimento de outras potências no conflito, o que poderia desencadear uma guerra mais ampla e com consequências imprevisíveis”, disse Woloszyn.

Embora venha manifestando constantemente apoio à Ucrânia, a aliança diz que não enviará tropas para defender o país agredido. Mas seus Estados-Membros prometem impor as sanções econômicas e políticas o mais duras possível contra Moscou. E Woloszyn diz acreditar que essa postura não mudará: “Minha opinião é de que este envolvimento (da Otan) será apenas diplomático e com sanções econômicas”.

Woloszyn afirma, ainda, que a ação russa contra a Ucrânia também evidencia o fracasso da diplomacia. “Mais uma vez, se mostra a incompetência da ONU em evitar uma guerra por meio de negociações, assim como aconteceu na invasão do Iraque em 2003 e em outras guerras do século passado que não conseguiu evitar”.

Por que isso importa?

A escalada de tensão entre Rússia e Ucrânia, que culminou com a efetiva invasão russa ao país vizinho nesta quinta-feira (24), remete à anexação da Crimeia pelos russos, em 2014, e à guerra em Donbass, que começou naquele mesmo ano e se estende até hoje.

O conflito armado no leste da Ucrânia opõe o governo central às forças separatistas das autodeclaradas Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk, que formam a região de Donbass e foram oficialmente reconhecidas como territórios independentes por Moscou. Foi o suporte aos separatistas que Putin usou como argumento para justificar a invasão, classificada por ele como uma “operação militar especial”.

“Tomei a decisão de uma operação militar especial”, disse Putin pouco depois das 6h de Moscou (0h de Brasília) desta quinta (24), de acordo com o site independente The Moscow Times. Cerca de 30 minutos depois, as primeira explosões foram ouvidas em Kiev, capital ucraniana, e logo em seguida em Mariupol, no leste do país, segundo a agência AFP.

O conflito, porém, tende a ser mais duro para Moscou que o de 2014 na Crimeia. Isso porque o Ocidente ajudou a Ucrânia a desenvolver e ampliar suas forças armadas, fornecendo armamento, tecnologia e treinamento.

“Sem pânico. Nós somos fortes. Estamos prontos para tudo. Vamos derrotar todo mundo porque somos a Ucrânia”, disse o presidente Volodymyr Zelensky pouco após o anúncio da invasão, de acordo com a rede Voice of America (VOA).

Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS