PROTESTOS Á VISTA: Servidores farão paralisação em 18 de janeiro por reajuste

Foto divulgação - BC
Da redação

Servidores públicos federais farão uma paralisação e um protesto na frente do Ministério da Economia em 18 de janeiro para cobrar reajuste salarial do governo de Jair Bolsonaro (PL). O movimento é organizado por servidores de carreira, mas também deve receber o apoio da base do funcionalismo público federal.

paralisação do dia 18 faz parte do calendário de mobilização do Fonacate, o Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado, que representa a elite do funcionalismo público federal. O calendário foi aprovado no fim de dezembro, logo depois do presidente Bolsonaro indicar que dará reajuste salarial para os policiais federais neste ano.

Os servidores reclamam que as outras categorias do funcionalismo público estão com os salários congelados desde 2017 e também devem ter aumento salarial. Pelos cálculos do Fonacate, os salários dos servidores estão defasados desde 27,2% e 26,3% dessas perdas foram registradas apenas no governo Bolsonaro.

Segundo o presidente do Fonacate, Rudinei Marques, os servidores vão cruzar os braços e protestar na frente do Ministério da Economia para cobrar reajuste salarial em 18 de janeiro. Outros dias de mobilização já estão marcados para 25 e 26 de janeiro. Além disso, o Fonacate diz que os servidores podem entrar em greve em fevereiro caso não abram um canal de diálogo com o governo ate o fim do mês.

Categorias

Rudinei Marques afirma que a adesão ao movimento está “muito boa”. Segundo ele, o calendário de mobilização foi aprovado por unanimidade pelas mais de 30 carreiras do funcionalismo público federal que integram o Fonacate e também tem ganhado a adesão de outras entidades do serviço público federal.

Condsef (Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal), por exemplo, deve reforçar as manifestações. O Condsef representa a base do funcionalismo público federal, o chamado carreirão. O Fonasefe (Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais) também fará uma reunião na próxima 6ª feira (14.jan.2022) para avaliar se participará do movimento.

Nós representamos o maior segmento do funcionalismo público federal, então temos que tomar uma posição para ver se conseguimos extrair alguma recomposição salarial. Por isso, vamos fazer uma plenária para decidir sobre a incorporação ao movimento paredista”, afirmou o presidente do Condsef, Sérgio Ronaldo Silva. Ele também afirmou que, caso não haja diálogo com o governo até o fim do mês, os servidores públicos podem entrar em greve em fevereiro.

O funcionalismo está há 5 anos com os salários congelados. Não é justo o governo reservar recursos no Orçamento para dar reajuste a apenas 3% do conjunto do funcionalismo. Não vamos aceitar essa segregação, que prioriza apenas a base eleitoral do governo”, afirmou o presidente do Condsef.

Banco Central e Receita

Servidores do BC (Banco Central) também prometem protestar por reajuste salarial no próximo dia 18. Neste caso, a manifestação será na frente da sede do BC.

Além do protesto, servidores do BC estão entregando cargos de chefia para cobrar a recomposição salarial. A categoria segue o exemplo dos auditores-fiscais da Receita Federal, que entregaram cargos de chefia e entraram de greve no fim de dezembro para reivindicar a regulamentação do bônus de eficiência que é negociado com o governo desde 2017.

Auditores-fiscais agropecuários também estão em operação padrão. A paralisação dos auditores causa atraso na liberação de cargas nos portos e nas fronteiras do Brasil.

Com informações do Poder 360

 

Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS