CHILE: Esquerdista Gabriel Boric é eleito presidente em 2º turno, marcado por disputa acirrada...

Esquerdista Gabriel Boric, eleito presidenet do Chile
Da Redação

SANTIAGO DO CHILE, 19 DEZ (ANSA) - O Chile abriu as urnas neste domingo (19) para definir o vencedor do segundo turno da eleição presidencial do país, em um pleito marcado por uma briga acirrada entre José Antonio Kast, de extrema-direita, e Gabriel Boric, de esquerda.    A imprensa chilena destaca que nunca na história democrática, desde o fim da ditadura do falecido general Augusto Pinochet (1990), houve uma disputa tão polarizada. 

O primeiro turno, em 21 de novembro, terminou com Kast em primeiro lugar, com 27,91% dos votos, e Boric em segundo, com 25,82%. Para sair vitorioso, um dos dois precisará obter mais de 50% dos votos.   

Há uma grande incerteza quanto ao resultado da votação porque as últimas pesquisas não oficiais - as oficiais estão proibidas há duas semanas - indicam um confronto direto entre os dois candidatos.    As urnas permanecerão abertas para os mais de 15 milhões de eleitores elegíveis até as 18h (horário local). A expectativa é que o resultado seja divulgado entre a noite de domingo e a madrugada de segunda-feira (20).    Kast e Boric (votaram quase simultaneamente hoje, ambos dizendo que estão certos da vitória para a sucessão do presidente Sebastián Piñera.   

O candidato de extrema-direita, por sua vez, assegurou que seria "uma grande honra para ele dirigir o destino da nação", acrescentando, no entanto, que está "preparado para qualquer cenário e para continuar trabalhando para o Chile".    A respeito de um possível resultado com uma diferença de apenas algumas dezenas de milhares de votos, Kast respondeu que "serão eleições com pouca diferença entre os dois candidatos, e propôs que o resultado final seja anunciado pelo Serviço Nacional Eleitoral (Servel)". "Mas se esse resultado apresentar uma diferença mínima, precisamente menos de 50 mil votos, a questão "teria que ser resolvida com a Justiça Eleitoral.

Já Boric votou em Punta Arenas, "garantindo que se perder, vai reconhecer a derrota". Ele, porém, afirmou que está certo de que sairá vencedor.    "O sentido de responsabilidade histórica que sinto neste momento é enorme. Sei bem que a história não começa conosco e que o país se constrói com a contribuição de todos. Estou sereno porque acredito firmemente que fizemos uma campanha limpa e confiamos profundamente nos homens e mulheres chilenos e nas instituições do país", concluiu. (ANSA)

 

Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS