DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS: APLB Sindicato em Juazeiro denuncia Secretaria de Educação do município pela insistência em manter as aulas no Colégio Paulo VI mesmo após casos confirmados de Covid- 19. E as outras escolas da Rede estadual que agiram da mesma forma ?

Da Redação

Parece que a APLB Sindicato em Juazeiro, usa dois pesos e duas medidas nas suas tomadas de decisões quando  o assunto é a contaminação das escolas municipais e estaduais pela Covid-19. 

Ao tomar conhecimento de que as aulas do Colégio Paulo VI serão mantidas mesmo com casos confirmados de Covid-19 entre alunos e funcionários, a APLB Sindicato em Juazeiro vem a público denunciar a decisão da Secretaria de Educação do município em suspender as aulas apenas de uma turma e não de todo o colégio.   

A APLB recebeu a denúncia de que alunos, professores e pessoas da direção do Colégio testaram positivo para a Covid-19 e vê como um absurdo a decisão da SEDUC em suspender as aulas de apenas uma turma.

De acordo com o diretor da APLB Sindicato em Juazeiro Gilmar Nery, “o protocolo diz que quando tiver suspeita de Covid entre alunos em uma escola, as aulas têm que ser suspensas por 10 dias, se for entre professores, o prazo passa a ser de 14 dias. Então estamos denunciando essa atitude da Secretaria de Educação de Juazeiro que insiste em manter aulas e suspender apenas a turma onde o caso foi detectado” 

Diante da gravidade da situação, a APLB resolveu expor os fatos para que as aulas sejam suspensas em todo o colégio imediatamente no sentido de não só as pessoas infectadas possam ter o tratamento adequado, quanto às demais não corram o risco de serem contaminadas.  

Queremos denunciar essa atitude da SEDUC, pois estamos falando de saúde das pessoas e preservação da vida tanto dos trabalhadores da educação quanto dos alunos, principalmente aqueles podem transmitir e infectar os colegas. Pedimos que os professores suspendam as aulas e continuem indo para o que pode vir a ser um ‘corredor da morte’, não só no Colégio Paulo VI como em qualquer outra unidade escolar do município. Recebemos a informação de que também houve caso confirmado em uma creche, a situação está piorando e não podemos concordar com isso. Essa é a orientação da APLB Sindicato em Juazeiro, porque se alguém morrer por conta da COVID em alguma das unidades escolares, o governo Suzana será responsabilizado!”, alerta preocupado Gilmar Nery. 

pergunta que fazemos é

Por que a APLB sindicato não tomou também essa decisão com relação a direção da escola  da rede estadual CEEP- Norte Baiano (antiga escola normal) que teve uma aluna da turma de ADM -II - turno matutino , testado com covid-19 no dia 26 de outubro de 2021, e a gestão suspendeu apenas as aulas dessa turma por uma semana, do dia 26/10 a 04/11,  e a escola continuou funcionando normalmente para as outras turmas ? 

Deixamos o espaço aberto, democraticamente, para que o Diretor da APLB, Gilmar Nery possa exercer seu direito de resposta, já que foi questionado por nossa redação.

Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS