HOMENAGEM: Maior jogador de futebol do século e torcedor declarado do Clube de Regatas Vasco da Gama Pelé , completou 81 anos

 


Da Redação

Pelé e sua família tem motivos de sobra para comemorar! Acontece que o ex-jogador de futebol está completando 81 anos, neste sábado (23), e, ao lado da namorada, Márcia Cibele, agradeceu a chegada de mais um ciclo após dias difíceis na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de um hospital. 

Nas redes sociais, o tricampeão mundial publicou um vídeo especial aos fãs que lhe enviaram boas felicitações. "Aproveito essa oportunidade para agradecer a todos os meus amigos brasileiros, não só do Brasil, mas de todo o mundo, que desejaram saúde para mim, que desejaram felicidade nesse dia do meu aniversário", começou declarando.

Em seguida, Pelé ainda esbanjou bom-humor ao falar sobre a "pouca" idade: "[É o] dia em que estou ficando mais jovem do que mais velho. Por isso eu tenho que agradecer, de coração, a todos vocês, desde a criancinha de zero anos até a de 200 anos, eu tenho que agradecer o carinho e a maneira que vocês me tratam, tá?". 

"Fiquem com Deus e até a próxima", finalizou. 

RELEMBRANDO

Ao completar 79  anos no dia 20 de outubro de 2019, em entrevista ao "Canal Pilhado", publicado na  segunda-feira, Pelé abriu o jogo sobre sua relação com o time da Cruz de Malta. Ídolo máximo do Santos, o ex-jogador, aos 79 anos, recordou a torcida pelo Vasco na infância e garantiu sustentar o carinho pelo Gigante da Colina até os dias atuais. 

"Em Bauru, a maioria dos amigos do meu pai, seu Dondinho, era Corinthians. Era São Paulo, tinha o BAC (Bauru Atlético Clube), o Noroeste, mas do Brasil, a maioria era corintiano. E não sei porque cargas d'água eu saí Vasco, comecei a gostar do Vasco " disse Pelé, que interpelado pelo jornalista Thiago Asmar se foi mesmo vascaíno, o Rei disse não se tratar apenas do passado:

"Fui não, sou Vasco. Para que não se lembra, sou ainda. Todo mundo começou a me questionar, e eu disse: "Tenho direito de escolher, porque meu time, todo mundo sabe que é o Santos, eu jogo pelo Santos". Mas eu sou vascaíno, porque naquela época meu pai jogava com um jogador que chamava Marinho, centroavante, mais jovem, que depois foi para o Vasco. E aí deu essa coisa pelo Vasco. E por coincidência, eu acabei jogando pelo Vasco em um Brasileiro ",  contou.

A passagem a qual Pelé se refere, na verdade, foi durante o Torneio do Morumbi de 1957, competição amistosa promovida pelo São Paulo para celebrar a construção do seu estádio. Ainda aos 16 anos, a promessa que despontava foi cedida ao Cruz-maltino o Gigante da Colina – juntamente com os santistas Ivan, Urubatão, Brauner, Álvaro, Jair Rosa Pinto e Pepe – para formar uma espécie de combinado, já que o time principal do Vasco excursionava pela Europa:

"Só Deus para explicar uma coisa dessa, né? Com tanto time em São Paulo que eu poderia ter jogado, mas foi no Vasquinho. São coisas que Deus tem me dado de presente e que é difícil explicar".

Com informações da Revista esportiva eletrônica Lance

Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS