CRISE INSTITUCIONAL : Bolsonaro vai pedir que Senado abra processo contra Barroso e Moraes. Ministros dizem não temer ameaça e apostam em freio no Senado

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Da   Redação

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que pedirá abertura de processo contra os ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF). A declaração foi feita neste sábado (14), em uma rede social.

Conforme apurado pela coluna de Guilherme Amado no portal Metrópoles, Barroso e Moraes conversaram na manhã deste sábado (14) sobre o tema e “não se abalaram”. Ainda segundo a publicação, os magistrados avaliam que Bolsonaro tenta mais uma vez intimidar o Supremo, mas que dificilmente terá sucesso.

Os ministros apostam que o Senado não vai embarcar na ofensiva. Eles acreditam que Pacheco sequer vá aceitar os pedidos do presidente e que os parlamentares irão reagir “à altura” da tentativa de intimidação.

ENTENDA O CASO 

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que pedirá abertura de processo contra os ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF). A declaração foi feita neste sábado (14), em uma rede social.

De acordo com Bolsonaro, o pedido será encaminhado para Rodrigo Pacheco (DEM-MG), presidente do Senado Federal, na próxima semana. A posição do chefe do Executivo vem um dia após o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, ser preso por suposta participação em organização criminosa digital. A prisão foi determinada por Alexandre de Moraes.

“Na próxima semana, levarei ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, um pedido para que instaure um processo sobre ambos, de acordo com o art. 52 da Constituição Federal”, escreveu

O artigo nº 52 da Constituição dá ao Senado Federal poder para “processar e julgar os ministros do Supremo Tribunal Federal, os membros do Conselho Nacional de Justiça e do Conselho Nacional do Ministério Público, o Procurador-Geral da República e o Advogado-Geral da União nos crimes de responsabilidade”.

Jefferson é apoiador de Bolsonaro e encontrou o presidente na semana passada. Ele foi preso pela Polícia Federal, no Rio de Janeiro, nesta sexta-feira (13). Ainda segundo Bolsonaro, “todos sabem das consequências, internas e externas, de uma ruptura institucional”.



Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS