Médicos do SUS do Sertão da BA e PE participam de curso sobre intubação nesta sexta e sábado . Curso acontece no Laboratório de Simulação Realística da Estácio




Da Redação
Por: Prof. Taciano Medrado

Uma ação de cidadania. Assim posso chamar o que um médico do Sertão está fazendo: ensinando a outros médicos do sertão da Bahia e Pernambuco, as técnicas de intubação de pacientes com Covid-19, justamente num momento de UTIs lotadas nessas regiões.

Hoje e amanhã será realizado um treinamento sobre intubação para os médicos do Hospital de Campanha de Juazeiro, da Unidade de Pronto Atendimento de Juazeiro-BA e Petrolina-PE. O treinamento será ministrado pelo médico anestesiologista, Manoel Menezes, coordenador da anestesiologia do Hospital Materno Infantil de Juazeiro.

Serão duas turmas com o total de 60 médicos. A duração do treinamento pra cada dia deve ser de aproximadamente cinco horas, onde eles vão realizar atividades teóricas e práticas, no laboratório de práticas realísticas da Faculdade Estácio, onde existem equipamentos de última geração para treinamento dos estudantes do curso de medicina. Os equipamentos permitem a simulação bastante fidedigna da situação de intubação de um paciente.

Dr. Manoel é anestesiologista, trabalha no SUS, e relata que apesar da intubação ser um procedimento realizado diariamente pelo anestesista, tem visto no momento que estamos passando, com UTIs lotadas, médicos de outras especialidades, sem tanta experiência em intubação, se verem obrigados a lidar com o procedimento.  Foi aí que sentiu a necessidade de compartilhar com os colegas de outras especialidades, técnicas corretas de intubação, de forma voluntária e gratuita.  "Nesse momento conturbado, eu me coloquei numa situação de contribuição social e decidi fazer esse curso pra todos os colegas médicos do SUS que trabalham na linha de frente do Covid. Entrei em contato com a Estácio, que prontamente cedeu o auditório para a parte teórica e os laboratórios de simulação realística, para as práticas do curso", disse Dr. Manoel.

Dr. Manoel não está só nesse desafio. Terá o apoio e participação da esposa, Dra. Mirla Rossana Nogueira Mourão, que também é anestesiologista, que ministrará a parte prática do curso.  "O nosso propósito é para que os colegas possam fazer o procedimento com muito mais segurança, inclusive na parte prática. Vamos ´pegar na mão´, dizer qual melhor posicionamento, qual é a melhor forma de fazer, quais são as melhores drogas pra cedar e ajudá-los, a terem mais conhecimento e praticarem a intubação com mais frequência, com mais perfeição, com mais, mais proficiência. E isso evita mortes. Muitos dos pacientes morrem na intubação e às vezes é por um manejo inadequado. Então, nossa intenção é colaborar", ressaltou o médico.

Para a Estácio, abrir as portas da faculdade para uma iniciativa tão relevante para a sociedade, é uma forma de mostrar que além de formar profissionais altamente capacitados na área médica, ratificar o papel da instituição na sociedade. “No Laboratório de Habilidades e Simulação (LSH), nossos alunos têm a oportunidade de praticar de forma sistematizada as habilidades e competências necessárias para o futuro contato com o paciente. E ver agora médicos que já atuam nos hospitais e UTIs tendo acesso a simuladores que os permitem reproduzir os mais diferentes casos clínicos e se sintam melhor preparados para assistir os pacientes reais nos cenários hospitalares, é gratificante”, ressaltou o diretor do curso de Medicina da Estácio, Luiz Rodrigues .

 

Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS