FUTEBOL: Bahia vence o “Vozão” Ceará nos pênaltis, quebra um jejum e sagra-se tetra campeão da copa do nordeste em pleno Castelão. Reveja os melhores momentos da partida

Esporte clube Bahia tetracampeão da copa do nordeste-foto professorTM/Erry Justo

Da Redação

Por: Prof. Taciano Medrado

O Bahia é o 17º campeão da Copa do Nordeste. A equipe venceu o Ceará nos pênaltis nesta tarde (8), na Arena Castelão, em Fortaleza, e conquistou seu quarto título do torneio. No tempo normal, o jogo terminou em 2 a 1 para a equipe baiana, o que resultou um placar agregado de 2 a 2, forçando as penalidades vencidas por 4 a 2. 

O Tricolor de Aço ficou muito perto da vitória no tempo regulamentar, mas o Ceará lutou e carregou a decisão de emoção. Rodriguinho abriu o placar aos 18 minutos para o Bahia no segundo tempo. Gilberto ampliou aos 25 minutos. Mas Jael, aos 38, descontou.

Essa é uma dura derrota para o Vozão, já que foi sua primeira nesta edição —foi encerrada uma sequência de 23 jogos de invencibilidade. Com a vitória, o Bahia fatura R$ 3,56 milhões em premiação —um bom reforço de caixa em tempos de portões fechados pela pandemia. Além disso, assegura também uma vaga na terceira fase da Copa do Brasil do ano que vem. Ao vice, o valor pago é de R$ 3,06 milhões.

Jogo eletrizante 

Os dez primeiros minutos entre Ceará e Bahia foram cheios de ação. O Ceará se impôs mais, especialmente nos escanteios. O Bahia pressionava pelas laterais, especialmente passando por Rodriguinho, mas as finalizações não vinham. A primeira boa chance surgiu aos 8 minutos, em bola alçada à área pelo Vozão. Em lance ensaiado, a bola foi cruzada e bateu na cabeça de Oliveira. Matheus Teixeira se esticou todo e fez a defesa. Aos 11, Rossi tentou surpreender a defesa do Ceará com um chute de fora da área, mas Richard defendeu com facilidade. Aos 19 minutos, Vina cobrou um escanteio fechado e obrigou Richard a fazer uma defesa difícil.

Temperatura máxima

Dos 20 aos 24 minutos, o clima do jogo esquentou. Com a tentativa dos dois times de chegar à vitória, os ânimos se exaltaram e foram distribuídos quatro cartões amarelos —dois para cada equipe. Foram amarelados para o Bahia Juninho e Rossi, enquanto Lima e Mendonza receberam o cartão pelo lado do Vozão. Com a bola rolando mais uma vez, o Bahia teve uma boa chance aos 27 minutos, em chute de Matheus Bahia de dentro da grande área. A bola desviou e bateu na rede pelo lado de fora.

Penalidades máximas

O Bahia levou a melhor sobre o Ceará por 4 a 2 no desempate. Rodriguinho, Matheus Galdezani, Lucas Araújo e Conti marcaram pelo Bahia, enquanto Thonny Anderson perdeu (defesa de Richard). Lima e Fernando Sobral fizeram para o Ceará. Já Jorginho (defesa de Matheus Teixeira) e Marlon (para fora) perderam as penalidades.

Texto adaptado da Uol Esportes.


Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS