Colunista da Folha que escreveu artigo ‘Por que torço para que Bolsonaro morra’ , em 2020, morre de Covid-19 em hospital de Curitiba, no Paraná,

Jornalista  Luiz Fábio Campana foto reprodução internet/Google
Da redação
Por: Taciano Medrado

É notícia na mídia jornalista na noite de sábado (29), a morte do jornalista Luiz Fábio Campana de  74 anos, em decorrência de complicações da Covid-19. Campana estava internado em um hospital de Curitiba, no Paraná, desde a quarta-feira (26).

Segundo o Pleno News,  apesar  da longa carreira jornalística, Campana chamou a atenção em junho de 2020, quando publicou um artigo intitulado ‘Por que torço para que Bolsonaro morra’ em seu blog. Na ocasião, Bolsonaro havia sido diagnosticado com Covid-19.Reveja a matéria

No texto, Campana afirma que “a ausência de Bolsonaro significaria que já não teríamos um governante minimizando a epidemia nem sabotando medidas para mitigá-la”.

Ainda de acordo com o escritor, a morte do presidente traria mais tranquilidade entre as instituições do país.

– Bônus políticos não contabilizáveis em cadáveres incluem o fim (ou ao menos a redução) das tensões institucionais e de tentativas de esvaziamento de políticas ambientais, culturais, científicas, etc. – defendeu.

Campana havia sido vacinado com a primeira dose de CoronaVac em 25 de março, tendo tomado a segunda dose cerca de 3 semanas depois.

Apesar de estar com o ciclo de imunização completo, o jornalista não resistiu às complicações da doença.

Campana escreveu 10 livros e foi diretor da Travessa dos Editores e das revistas Et Cetera e Ideias. Escrevia sobre cultura e política em um blog que levava seu nome há 15 anos.. No Grupo RIC, o jornalista atuou como apresentador e colunista na década de 90.

Além disso, também foi colunista político dos jornais Gazeta do Povo, O Estado do Paraná, Tribuna do Paraná, Gazeta do Paraná e Tribuna do Norte. Comentou sobre política das rádios BandNews, Banda B e CBN, no Paraná. Ele ainda foi editor da revista Atenção e do jornal Correio de Notícias.

Além disso, também foi colunista político dos jornais Gazeta do Povo, O Estado do Paraná, Tribuna do Paraná, Gazeta do Paraná e Tribuna do Norte. Comentou sobre política das rádios BandNews, Banda B e CBN, no Paraná. Ele ainda foi editor da revista Atenção e do jornal Correio de Notícias.

Fábio Campana também foi secretário de Comunicação Social da Prefeitura de Curitiba, secretário de Estado da Comunicação Social em três administrações do Governo Estadual do Paraná e comandou diversas campanhas políticas, além de ter dirigido a comunicação das campanhas presidenciais que elegeram dois presidentes do Paraguai: de Juan Carlos Wasmosy (1993) e de Raúl Cubas Grau (1998). Como publicitário, trabalhou nas agências Equipe e Exclam.

Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS