NOTÍCIAS INTERNACIONAIS: Número de mortes por Covid-19 pode ser até três vezes maior na Índia

(Foto: Divulgação/Trinity Care Foundation

Da Redação
Por: Prof. Taciano Medrado

Apesar de ser a recordista global em novas infecções e mortes por Covid-19, os números da Índia tendem a ser até três vezes maior que os relatados pelo governo indiano, de 186 mil, apontou um levantamento realizado pela Bloomberg, nesta quinta (22).As informações são do site de notícias internacionais A Referência.

Relatos apontam corpos amontoados em crematórios e cemitérios, além da superlotação nos hospitais em diversas regiões do país. A Índia já ultrapassou o recorde global de novas infecções diárias na última sexta (16), quando registrou 332.730 novos contaminados em um único dia.

Embora os números de casos totais dos EUA sejam duas vezes maiores que os da Índia – 31,9 milhões contra 16,2 milhões –, o governo norte-americano contabilizou três vezes mais mortes que Nova Délhi. Um dos motivos pode estar ligado à uma questão de infraestrutura: assim como acontece na África, a notificação de mortes não é confiável na Índia.

A maioria dos óbitos, especialmente em comunidades mais pobres e afastadas, demora anos para ser registrada – quando é contabilizada. Especialistas apontam que apenas 20% a 30% das mortes na Índia são devidamente certificadas. Com o coronavírus não é diferente, desde a testagem até a notificação dos óbitos.

Discrepâncias

Lucknow, a capital de Uttar Pradesh, o estado mais populoso da Índia, somou 145 mortes pelo vírus entre os dias 11 a 16 de abril. Uma consulta com os principais crematórios da cidade, porém, apontou mais de 430 procedimentos sob o protocolo de controle da Covid-19 no período

No extremo leste do país, em Surat, o chefe de um fundo de crematórios registrou 100 corpos cremados por dia entre o dia 12 e o dia 22. O órgão municipal, porém, relatou apenas 28 mortes pelo vírus no dia 19 de abril.

O fotojornalista Sanjeev Gupta, baseado em Bhopal, na região central da Índia, testemunhou a cremação de 80 a 120 corpos por dia entre 12 e 16 de abril em três centros na cidade. Autoridades locais criaram os espaços somente para atender óbitos da Covid-19.

Nos índices oficiais, porém, a cidade registrou apenas dez casos, ou menos, por dia. O governo do estado de Madhya Pradesh disse que não pôde confirmar as mortes devido à falta de testes e instalações de laboratório.

Enquanto isso, nos hospitais faltam leitos, oxigênio e medicamentos essenciais.

Na última sexta (16), o Hospital Sir Ganga Ram, um dos principais de Nova Délhi, anunciou que tinha menos de duas horas de oxigênio disponível para 60 pacientes em estado grave por Covid-19. O governo da Índia não respondeu ao pedido de comentário da agência.


Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS