JORNALISTA E BLOGUEIRO OSWALDO EUSTAQUIO DISCURSOU EM COMÍCIO DE CRIVELLA

 

Oswaldo Eustáquio em evento de Crivella na semana antes do primeiro turno no Rio de Janeiro — Foto: Reprodução/Youtube

Da: Redação
Prof.Taciano Medrado

O Jornalista e blogueiro Oswaldo Eustáquio, que teve a prisão domiciliar decretada nesta terça-feira (17), esteve em um evento de campanha do atual prefeito e candidato à reeleição no Rio, Marcelo Crivella (Republicanos), na última quinta-feira (12).

O comício do qual Eustáquio participou foi numa casa de shows na Barra da Tijuca, na Zona Oeste da cidade. O blogueiro estava proibido de sair do Distrito Federal sem autorização da Justiça.

"Eu não podia estar aqui, meus amigos, mas eu vim de Brasília para dizer que o Rio de Janeiro precisa de um homem de Deus. Nós estamos chamando Crivella! Vem, Crivella, nós precisamos de você para prefeito do Rio de Janeiro!", discursou.

A prisão domiciliar foi decretada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que também lhe impôs o uso de tornozeleira eletrônica e determinou busca e apreensão na casa dele.

Moraes justificou que Eustáquio tem descumprido "sistematicamente" as medidas cautelares, principalmente viajar sem autorização e usar as redes sociais.

Eustáquio é investigado no inquérito sobre a organização e o financiamento de atos antidemocráticos, como o ataque ao STF, em junho, e já havia sido preso.

No discurso gravado em vídeo, publicado no blog do jornalista Ruben Berta e disponível no YouTube, Oswaldo Eustáquio alerta: "O establishment está tentando eleger a esquerda de novo". Ele diz ainda que o "propósito de Deus se sobrepõe às circunstâncias", citando o prefeito Crivella

Eustáquio, que já havia feito uma live com Crivella anteriormente, pergunta no discurso para a plateia presente, com citações bíblicas.

"A nossa geração é uma geração de gatekeepers. Vocês serão os guardiões dos muros, para não deixar entrar a ideologia de gênero, para não deixar entrar o aborto. E nossos filhos só vão saber da corrupção pelos livros de história, porque não vai mais haver corrupção no Brasil!", afirmou.

Para encerrar seu discurso, Eustáquio pede que os eleitores "vão para a guerra", para conseguir votos.

Em junho, Eustáquio foi alvo de prisão temporária no inquérito que apura atos antidemocráticos. Ele estava em Ponta Porã (MS), fronteira com o Paraguai, e as autoridades entenderam que havia risco de fuga. Em julho, Moraes substituiu a prisão temporária por medidas cautelares.


Procurada, a defesa de Oswaldo Eustáquio afirmou que entraria em contato com o G1 posteriormente.

A assessoria de campanha de Marcelo Crivella informou ao G1 que o prefeito não ia comentar o caso.

Com informações do G1 - RJ


Para ler outras matérias  acesse, www: professortacianomedrado.com

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS