ATENDENDO A BOLSONARO, SINDICATO DOS MÉDICOS LEVANTA SITUAÇÃO DOS HOSPITAIS FEDERAIS NO RIO JANEIRO: CHEGA DE BRAVATAS!; FOTOS



Da Redação
Prof. Taciano Medrado

Olá caríssimo(a)s leitore(a)s,

Atendendo à orientação do Presidente Jair Bolsonaro, o Sindicato dos Médicos levanta  a situação dos hospitais no Rio de Janeiro.

O Levantamento teve inicio  pelos hospitais Federais, da administração direta, cuja  responsabilidade direta é do Ministro interino da Saúde e do Presidente.

1. Hospital Federal de Bonsucesso – 250 leitos desativados, porque disseram que seria para atender Covid. Só abriram 50.
2. Hospital Federal da Lagoa – desde 2019, 6o e parte do 7o andar FECHADOS, prontos para funcionar, porém impedidos e ociosos.
3. Hospital Federal dos Servidores – equipamentos empilhados, enfermarias fechadas e utilizadas para outros fins que não atendimento ao público.
4. Hospital Federal de Ipanema – centro cirúrgico sub-utilizado há anos, com salas fechadas.
5. Hospital Federal do Andaraí – equipamentos sem uso e manutenção, inclusive respiradores.
6. Hospital Federal Cardoso Fontes – emergência improvisada, denúncias de pacientes com suspeita de Covid19 compartilhando espaços com pacientes imunodeprimidos.
7. Instituto Nacional de Traumato-Ortopedia – 20 salas de cirurgia, boa parte sem utilização há muitos meses, independente da Covid, por falta de profissionais.
8. Instituto Nacional de Cardiologia – limitação de atendimentos por falta de profissionais.
9. Instituto Nacional do Câncer – serviços com produção limitada por falta de medicamentos quimioterápicos, problemas crônicos de manutenção e falta de profissionais.

Em TODOS:

Ültimo concurso público há 10 anos
– Contratos temporários com salários congelados há 06 anos e sem direitos trabalhistas.
– Denúncias comuns de assédio moral aos trabalhadores estatutários, contratados e terceirizados.
– Denúncias de influência política de políticos e até milicianos no uso de vagas e na contratação de serviços.
– Falta de integração aos sistemas de regulação de leitos e consultas com o SUS do Rio de Janeiro.
– Trabalhadores MORTOS por Covid19 contraída no trabalho.
– 500 trabalhadores demitidos em 31 de maio.
Todas essas questões foram objeto de inúmeras denúncias e ações civis públicas com farta divulgação. Nada é novidade.

Esse relato não isenta o Governo do Estado em relação à incapacidade em executar o Plano de Contingência para a Covid19. Inúmeros problemas e denúncias, base inclusive de possível Impeachment do Governador Wilson Witzel.

Esse relato também não isenta o Prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, que, pela gestão da saúde, devia ser o primeiro a questionar o papel omisso e criminoso do Governo Federal no abandono de sua própria rede.

Os médicos, demais profissionais de saúde e pacientes, sr. Presidente, exigem respeito!

Não falas de vandalismo e incitação à violência, pondo em risco inclusive seus seguidores.

Solicitamos que divulguem esse relato registros fotográficos, bem como que as autoridades legais efetivem, finalmente, a justiça necessária para que a população receba os serviços e seja respeitada.

Chega de bravatas!




Fonte: viomundo.com


Para ler outras matérias  acesse, www: professortacianomedrado.com

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ENQUETE

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS