EDITORIAL : NEPOTISMO NÃO É UM ATO IMORAL SENHOR DEPUTADO?


foto reprodução internet/ Facebook

Por: Taciano Gustavo Medrado Sobrinho 
Professor, Engenheiro, Administrador e Psicopedagogo 


Olá caríssimo(a)s leitore(a)s,

Todos nós sabemos que “apadrinhamentos” e "nepotismos" políticos sempre reinaram entre os políticos brasileiros, isso é notório, e essa evidencia se torna mais explícita em tempos eleitorais. Por força da legislação eleitoral que obriga os detentores de cargos públicos (comissionados) se desincompatibilizarem varias são denúncias de atos um tanto quanto "imorais" praticados por alguns gestores estaduais e municipais estão sendo feitas . 

Em Juazeiro em recentes decretos municipais, o "nepotismo" correu solto e escancarado na troca de assessores e secretariados, basta acessarem o diário oficial  do município e constatarem. Exonera-se "fulano de tal" e nomeia-se "sicrano de ta" parente do anterior .  

E antes que os citados no meu editorial se arvorem a dizer que  estou sendo leviano e cometendo "fake News" ou fazendo politica partidária , leiam abaixo o que significa o termo NEPOTISMO.

"A palavra nepotismo designa a prática criminosa de favorecer parentes e pessoas próximas para a ocupação de cargos da administração pública. O nepotismo, quando confirmado, pode causar prejuízos ao bem público, pois normalmente a nomeação de parentes ocorre não pela competência da pessoa favorecida, mas pelo simples laço de parentesco ou amizade". (Jusbrasil)

O jornalista Matheus Caldas do tabloide Bahia noticias,  da capital baiana traz na  edição de hoje a seguinte machete: 

"Após a exoneração de Randerson Leal (PDT) no último sábado (4), seu cunhado, Thales Dourado Moitinho Pinho foi nomeado nesta quarta-feira (8) como diretor geral, símbolo DAS-2A, do Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro), da estrutura da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE). Pinho é também genro do deputado estadual Roberto Carlos (PDT) - pai de Randerson. 

A nomeação foi publicada na edição do diário oficial do estado desta quarta. Thales é casado com Renata Leal, irmã de Randerson e filha de Roberto Carlos, também presidente da Juazeirense. Randerson deixou o cargo no Ibametro para concorrer a vereador em Salvador. Ele também é vice-presidente municipal do partido. (Bahia Noticias).  

O que mais me impressiona e me deixa estupefato é que os políticos desse pais sabem que essa prática de nepotismo é  crime, mas continuam praticando . Será que eles pensam que o povo , a mídia jornalisticas são cegos , surdos e mudos ?

Por fim , como sempre fazemos , o blog do professor  deixa  o espaço democrático para que os citados na matéria possam exercer o seu direito de resposta . 




Para ler mais matérias acesse, www: professortacianomedrado.com

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ENQUETE

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS