NOTÍCIAS INTERNACIONAIS: Partido Comunista Chinês inicia reunião que dará 3º mandato a Xie para perpetuar a ditadura na comunista na China

Xi Jinping participou da abertura do 20º Congresso do PCC© Ansa Brasil

Da Redação

(ANSA) - O presidente da China, Xi Jinping, fez o discurso de abertura do 20º Congresso do Partido Comunista Chinês (PCC) nesta segunda-feira (17) e pediu "unidade" para os membros da sigla nesse atual momento do mundo.

O encontro desta semana deve dar um inédito terceiro mandato a um mandatário do país, no dia 22 de outubro, fazendo com que Xi se torne o político que há mais tempo ficou no poder desde o líder Mao Tsé-Tung.

"A união faz a força e a vitória pede por unidade. Só através da unidade poderemos vencer e só através da luta poderemos ter sucesso", disse o líder chinês, ressaltando o "milagre humano" que foram os últimos 10 anos de governo no país e dizendo que "superamos dificuldades e obstáculos que pareciam insuperáveis".

Falando sobre a pandemia de Covid-19, cujo governo aplica uma das políticas restritivas para contenção de casos mais duras do mundo até hoje, Xi afirmou que o país "sempre protegeu os cidadãos" no "mais alto nível".

Por conta da polêmica política, Pequim vem enfrentando protestos frequentes praticamente inéditos e muito se questionou se o Congresso do PCC iria rever as regras - o que aparentemente não acontecerá.

"Precisamos perseverar na promoção da autorevolução para garantir que o partido não mude nunca em termos de qualidade, cor e sabor, e de maneira que sempre seja um forte líder na causa do socialismo com características chinesas", pontuou ainda.

Xi ainda criticou as "interferências externas" que ameaçam a "segurança nacional" nos casos de Hong Kong e Taiwan e voltou a falar que, no caso da primeira, o governo atual conseguiu fazer a transição do "caos à governança".

A fala repete a que Xi fez em seu primeiro discurso em Hong Kong e refere-se à implementação da polêmica lei de segurança nacional, de 2020, que acabou com os protestos pró-democracia e que classifica como terrorismo quem se manifesta.

Já sobre Taiwan, o presidente repetiu que Pequim "não renunciará ao uso da força, se necessário" para manter a política da China Única, em um claro recado aso Estados Unidos.

Durante o primeiro dia do Congresso, o PCC ainda apresentou os números do programa de combate à corrupção na China, uma das bandeiras do governo Xi. Segundo os dados divulgados, 4,6 milhões de pessoas nos últimos 10 anos.

Desse total, 553 haviam sido nomeados pelo Comitê Central do PCC, cerca de 25 mil são funcionários públicos e 182 mil trabalhavam em governos locais de várias cidades. (ANSA).

Para ler a matéria na íntegra acesse nosso link na pagina principal do Instagram. www: professsortaciano medrado.com  e  Ajude a aumentar a nossa comunidade.

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS