120 MOTIVOS PARA NÃO VOTAR NO PT: Você sabe o que é o foro de São Paulo ? Entenda e reflita!

O Foro de São Paulo mudou a estrutura política da América Latina, interferindo nos governos e na soberania nacional. Escondido por muito tempo, ele foi revelado e sua intenção para os países não foi mais mantida em segredo.

Nas palavras do Professor Olavo de Carvalho:

“Nunca se viu, no mundo, em escala tão gigantesca, uma convivência tão íntima, tão persistente, tão organizada e tão duradoura entre a política e o crime”.

O que é o Foro de São Paulo?

O Foro de São Paulo é uma instituição internacional de esquerda, fundada em 1990 pelo ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, e pelo ex-presidente de Cuba, Fidel Castro.

É a maior organização política da América Latina e está entre as maiores do mundo. Partidos legais e organizações criminosas participam do Foro de São Paulo. Por exemplo, grupos ligados ao narcotráfico e à indústria do sequestro, como as FARC e o MIR chileno.

O advogado paulista José Carlos Graça Wagner foi o primeiro a descobrir o Foro de São Paulo e a denunciá-lo em 1º de setembro de 1997. Inicialmente, sua existência foi negada. Aqueles que falavam sobre ele eram considerados teóricos da conspiração.

Foi o Dr. Wagner quem contou ao Professor Olavo de Carvalho sobre a existência do Foro de São Paulo. Na época, Olavo escrevia para jornais O Globo, Folha, Jornal da Tarde e Zero Hora. Como porta-voz na mídia, ele denunciou o Foro, perdendo todos estes empregos, porque disse o que não podia ser dito.  

Ao longo deste artigo será explicado porque Lula quis esconder o Foro de São Paulo e porque ele é uma organização criminosa.

Articulando-se, os membros do Foro de São Paulo elegeram governantes em toda a América Latina, assim como desfizeram governos. 15 membros desta organização foram eleitos presidentes de países do continente.

Todos esses presidentes estiveram alinhados com a mesma intenção.

Qual é a finalidade do Foro de São Paulo?

De acordo com Lula, através do Foro de São Paulo, todos os partidos de esquerda da América Latina foram reunidos. Sua intenção e de Fidel Castro era recriar na América Latina o que havia sido perdido na Europa Oriental: governos socialistas.

A entrevista de José Dirceu sobre o Foro de São Paulo

Antônio Abujamra, premiado diretor de teatro e apresentador de televisão, entrevistou José Dirceu:

“Anos atrás, você podia prever uma América Latina assim: Fidel, Chávez, Morales, Bachelet, Correa… Quem mais? Todos de esquerda na América do Sul! Você podia prever que isso ia acontecer?”

José Dirceu respondeu:

“Prever, não. Mas nós já lutávamos por isso e já trabalhávamos por isso. Inclusive porque nós criamos o Foro de São Paulo, que lutava pra isso; depois criamos ainda o Grupo de Marbella, porque é o nome da cidade do hotel onde nós ficamos no Chile, que se reuniu. Todos depois foram eleitos presidentes da República. Todos foram. Todos. Ciro Gomes, que participava, e o Cuauhtémoc Cárdenas ainda não foram. Mas o [Vicente] Fox foi [no México]. O [Ricardo] Lagos foi [no Chile]. Tabaré Vazquez foi [no Uruguai]. O Lula foi”.

Abujamra:

“Tabaré, Kirchner… Se essa turma se unir, o que é meio difícil, o que é que acontece com a América Latina?”

José Dirceu:

“Não, a condição para a América Latina avançar é a união desses presidentes desses países. Por isso que a informação de que o Banco do Sul está avançando… e a consolidação do Mercosul, e a integração energética, o gasoduto, e mesmo a zona de livre-comércio entre os nossos países… Não há nada mais importante pra nós que a integração da América Latina”.

A este respeito, a declaração do vice-almirante venezuelano, Mario Iván Carratú, ilustra o projeto do Foro de São Paulo:

“Tenham MUITA atenção com a penetração de grupos radicais de esquerda sob a ótica do Foro de São Paulo, que está tentando tomar o poder na maioria dos nossos países, faltando apenas Colômbia, Peru e República do Chile. Os demais têm, de uma ou outra maneira, este tipo de contato, este tipo de ações… O que devo, sim, ressaltar e devo reafirmar é que a Venezuela, desde 1992, está entregue às mãos de Fidel Castro…”

A estratégia do Foro de São Paulo para chegar ao poder

A esquerda latino-americana, segundo Lula, não acreditava que fosse possível chegar ao poder democraticamente, especialmente pela via eleitoral. A participação das massas, entretanto, provou ser a melhor fonte para a esquerda governar.

“E nós chegamos e eu quero, companheiro da direção do Foro de São Paulo, debitar parte da chegada da esquerda ao poder da América Latina pela existência dessa ‘cosita’ chamada Foro de São Paulo. Foi aqui e devemos muito aos companheiros cubanos, devemos muito aos companheiros cubanos, porque, ao contrário do que muita gente conservadora pensa, os companheiros cubanos sempre, sempre nos ensinaram que o exercício da tolerância entre nós, a convivência pacífica na adversidade entre nós, a convivência entre os vários setores de esquerda era a única possibilidade que permitia que nós tivéssemos avanço aqui nesse continente”.

Para alcançar o poder, é necessário aparelhar o judiciário, minando as forças das instituições que mantêm o país coeso. No Brasil, Lula chegou ao poder com um país razoavelmente organizado institucionalmente. Não era possível solapar o processo democrático rapidamente.

A estratégia pode envolver milícias armadas nas ruas, massas, confrontos, perseguições, fechamento de jornais e cassação de licenças de TV.

No Brasil, a estratégia era comprar o Congresso com dinheiro público.

Em 1990, a Rússia já havia rompido os acordos com Cuba. Diante da queda do Muro de Berlim e da dissolução da URSS, Fidel Castro percebeu que as coisas não estavam se movendo na direção socialista como ele imaginava.

Leia sobre a Internacional Comunista e seus planos mundiais.

Como já conhecia Lula, ele o convidou para um encontro que aconteceu em 2 de julho de 1990 no Hotel Danúbio, em São Paulo. Por isso, o nome da organização é “Foro de São Paulo”, por causa do primeiro encontro na capital paulista.

Lula e Fidel convocaram todos os países da América do Sul e Central que eram de esquerda, assim como organizações ligadas à esquerda. A eles se somaram grupos terroristas como as FARC, o ELN (Exército de Libertação Nacional, Colômbia) e o Sendero Luminoso (de inspiração maoísta, Peru).

Após a criação do Foro de São Paulo e com o passar dos anos, as reuniões dos líderes de esquerda se tornaram anuais.

Houve também três encontros do grupo de trabalho do Foro de São Paulo, responsável por elaborar as pautas das discussões dos encontros anuais, que se realizaram uma vez em cada país membro.

Ao longo do ano, as atividades determinadas pela pauta deveriam ser colocadas em prática. Saíam das reuniões com resoluções gerais e resoluções específicas para cada país.

Os membros do Foro de São Paulo se alinhavam para apoiar eleições de esquerda, seja no Brasil, no Chile ou em qualquer lugar. O apoio volta-se ao candidato que representa os anseios do Foro.

Desta forma, eles conseguiram eleger 15 presidentes que são membros da organização do Foro de São Paulo.

O próprio Lula apoiou e pediu votos para Hugo Chávez e para Nicolás Maduro. Chávez fez o mesmo, e pediu votos para Dilma.

Outra estratégia foi o envio de grupos de estudo para visitar universidades e organizações. Eles deram palestras e davam dinheiro com a finalidade de propagar o que havia sido definido no Foro.

Com estas estratégias, os membros do Foro de São Paulo conseguiram vencer em muitos países, perderam em alguns, retomaram em outros. Havia ainda instabilidade, o que levou Lula a não permitir que se falasse do Foro no Brasil.

Segundo Lula, se eles não tivessem escondido do povo o que estavam fazendo, o Foro de São Paulo hoje não teria um presidente índio ou um presidente metalúrgico. Sua estratégia era fazer tudo escondido da mídia e da população.

Fonte: https://www.brasilparalelo.com.br/artigos/foro-de-sao-paulo

Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com  / Siga o blog do professorTM/EJ  no Facebook, e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS