Presidente Jair Bolsonaro invocou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes cobra medidas contra a deputada petista Erika Kokay

foto: Twitter

O presidente Jair Bolsonaro invocou  o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes a tomar medidas contra a deputada petista Érika Kokay (DF), após a parlamentar dizer que houve fraude nas eleições de 2018.

Um dos alvos preferenciais do presidente no Judiciário, Moraes assumirá a presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em agosto e será responsável pelo pleito deste ano. O ministro disse ontem que a Corte pode cassar o registro de candidatura de quem propagar fake news sobre o sistema de votação brasileiro.

O que são fake news para Alexandre de Moraes? Ele vai querer, numa canetada, pegar 20 candidatos para cassar. De direita, porque, de esquerda, ele não faz nada. A Érika Kokay dizendo que houve fraude em 2018. Ela devia ser a primeira pessoa, então, a ajudar a aprovar o voto impresso ou medidas para tornar mais transparente as eleições. Quero saber quais medidas vai tomar contra Érika Kokay”, afirmou o presidente durante transmissão nas redes sociais nesta quinta-feira, 2.

Após cobrar medidas contra a deputada, Bolsonaro saiu em defesa da parlamentar. “Se bem que eu, particularmente, acho que não tem que tomar medida nenhuma. Ela é parlamentar e pode, artigo 53, falar o que vem na cabeça dela. E se eu, presidente, me achar ofendido ou você, entra na Justiça”, ponderou.

Em publicação no Twitter em 29 de maio, Kokay afirmou que “Bolsonaro não seria presidente se as eleições de 2018 não tivessem sido fraudadas”. “Nós não aceitaremos mais nenhum tipo de golpe contra a democracia neste País!”, complementou. A postagem tem sido usada por bolsonaristas nas redes sociais para questionar a lisura das eleições.

O Twitter passou a marcar o post da deputada como enganoso. Junto à publicação, que não pode mais ser curtida, compartilhada ou respondida, a plataforma inseriu um alerta afirmando que especialistas em eleições atestam a segurança do pleito no Brasil.

Em seguida, Kokay argumentou que não se referia à segurança das urnas eletrônicas, mas à prisão de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Ela publicou: “Bolsonaro só foi eleito pq Lula foi preso sem crime e sem provas. A fraude das eleições de 2018 está na prisão política de Lula para beneficiar a direita e a extrema direita”.

Fonte:  O Estadão

Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com  / Siga o blog do professorTM/EJ  no Facebook, e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS