OPINIÃO: Amigos no Crime


Por: Roberval Souza 
Consultor político ABCOP

Em outros países tem-se o Dia da vítima, no nosso Brasil comemora-se o dia do criminoso.  As ações da esquerda brasileira para beneficiar todo tipo de criminoso foram transformando benefícios em leis tais como, a saidinha do Dia das Mães, dos Pais e Natal, onde 30% dos criminosos beneficiados não voltam para cumprir as suas penas e aproveitam para cometer outros crimes.  Ainda tem a visita íntima e o pagamento de auxílio reclusão. Como se não bastasse, há vários artifícios jurídicos como a redução de pena impostas pela justiça, além da famigerada audiência de custódia. Uma das estratégias da esquerda brasileira é valorizar assassinos, ladrões, estupradores e traficantes, pois servem aos propósitos da causa, para tanto, transforma-os em vítimas que merecem apoio e as benesses da Lei, enquanto a verdadeira vítima e a sociedade são as culpadas pelas ações dos criminosos.

Esta semana Inácio Alcoólatra declarou seu aval a criminosos, minimizando e transformando crime em contravenção.  Querendo amenizar um crime de sequestro, e intervindo na soltura dos sequestradores: “meninos”, o discurso porém mais parece ser caso de polícia.

Um dos sequestradores de Abílio Diniz, um dos sequestradores de 69 anos Sérgio Martins Oliveira em 2020 atirou na cabeça de um vigilante de banco durante a sua fuga, embora tenha sido preso, ele e seus  comparsas no sequestro, ou seja, os “meninos” de Lula, tiveram o crime relativizado como se fosse uma pequena contravenção, com a ajuda do Presidente do Brasil à época Fernando Henrique Cardoso e do Ministro da Justiça Renan Calheiros e intermediado por Inácio Alcoólatra, foram beneficiados com a soltura e extradição do Brasil, ficando claro que a conivência com o crime vem de longe e permanece até hoje.

Outro acontecimento que mostra a glamorização do crime e oportunismo do ex-condenado foi manter no Brasil o terrorista italiano Cesare Battisti.  O mesmo afirma  em carta recente que o ex-condenado sabia dos seus crimes muito antes de serem  divulgados pela mídia e que só se afastou dele por causa da política. Declarou ainda:  “Cínico!  É capaz de tudo para ser presidente, mas vou desmenti-lo”.

Esse é o Inácio Alcoólatra de falso defensor dos brasileiros mais humildes a verdadeiro  defensor da bandidagem brasileira.

O grito dos criminosos e de cristãos que idolatram o Inácio Alcoólatra é uma afronta aos cidadãos de bem que trabalham para manter sua vida e da sua família com dignidade, e ainda tem que escutar o coro dos criminosos e dos idolatras: “Lula lá”. Alguns cidadãos de bem devem acrescentar ”lá na cadeia” ”lá na cadeia” e irão votar contra esses absurdos, mas outros parecem ter perdido a capacidade de se indignar. Será?

Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com  / Siga o blog do professorTM/EJ  no Facebook, e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS