É CAMPEÃO! É CAMPEÃO! Fluminense empata com o Flamengo com mais um gol do "carrasco rubro negro ", German Cano, e conquista a taça do cariocão depois de dez anos. Reveja os melhores momentos da partida.

O "carrasco" Cano comemora o gol de empate do Fluminense - foto captura de tela
Da Redação
Por: Taciano Medrado

O Fluminense entrou em campo na tarde/noite desse sábado(02),com o propósito de segurar a vantagem conquistada na primeira partida de quarta-feira(30) contra o Flamengo e conseguiu, empatou em 1 a 1 no segundo jogo da decisão e sagrou-se abocanhou  o campeonato carioca de 2022 dez anos depois da última conquista, quebrando uma hegemonia do rubro negro carioca de 27 anos.

O jogo 

Com um primeiro tempo eletrizante  as duas equipes buscaram a todo instante com o Fluminense partindo para o ataque e surpreendendo a todos já que o estilo de jogo imposto pelo seu treinador Abel costuma ser defensivo, afinal jogava com o  regulamento debaixo do braço, pois havia vencido a partida de ida por 2 a 0. Mas, mesmo assim, Abel Braga mandou a equipe ser ofensiva

Aos 28, o Flamengo conseguiu abrir o placar. Hugo lançou, Bruno Henrique ganhou de Nino e raspou de cabeça. A bola foi para Arrascaeta. O uruguaio deu um lindo giro em cima de Manoel, avançou pela esquerda e cruzou. Gabigol entrou batendo. Fábio ainda tocou nela, mas não impediu o gol rubro-negro.

O Fluminense empatou ainda no primeiro tempo, aos 43 minutos, quando  Arias tabelou com Ganso pela esquerda e cruzou para trás. Cano chegou  batendo. A bola desviou em Filipe Luís e enganou o goleiro Hugo. Festa no Maracanã, com os torcedores fazendo o "L", a tradicional comemoração do atacante argentino em homenagem ao  seu filho Lorenzo.

No segundo tempo os dois times voltaram com a mesma determinação, o flamengo na busca pelos gols pra tirar a vantagem do Fluminense  e o tricolor querendo  “matar” logo o jogo e teve a chance com aos 14 minutos, quando Yago lançou para Cano na entrada da área pela direita. O atacante dominou, e a bola bateu na mão de Filipe Luís. O árbitro não marcou pênalti no primeiro momento, mas depois foi chamado pelo VAR para verificar o lance. Aos 16, o árbitro marcou a penalidade máxima. Mas como já está virando uma rotina, Cano pegou a bola, bateu e o goleiro Hugo  defendeu com os pês.  

Dai por diante  o jogo ficou truncado e cheio de faltas, até que em um lance envolvendo Fred e Bruno Henrique com empurrões de ambos os lados o árbitro da partida expulsou os dois . No apito final deu Fluminense 3 x 1 (no agregado) e a conquista da taça de campeão carioca de 2022.


Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com  / Siga o blog do professorTM/EJ  no Facebook, e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS