ENQUETE: OS PINGOS NOS IS - Você acredita nas pesquisas eleitorais? Institutos de Pesquisas propagam Fake News?


Por: Sídney Lima/ redator chefe do portal Cartaz da Cidade 

Enquetes da Rede Jovem Pan, por exemplo, demonstram constantemente que os brasileiros pensam de forma diferente dos gráficos apresentados pelos institutos de pesquisa, que podem estar manipulando as informações.

Em meio a tantas contradições quanto às decisões do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do Superior Tribunal Federal (STF) para se tentar acabar com possíveis fake news nas eleições, em 2022, enquetes, que são comprovadamente expostas pelo Brasil a fora, apontam que o brasileiro não acredita nas informações prestadas pelos institutos de pesquisas e amplamente divulgadas pelas grandes emissoras de notícias do país.

Em sua grande maioria, essas pesquisas apontam o ex-presidente e “descondenado” Luiz Inácio Lula da Silva, liberado das penas pelo STF e autorizado a participar do pleito eleitoral deste ano, e que ainda é o principal líder do partido mais envolvido em corrupção da história de nossa nação, o PT, como sendo o candidato “mais querido” do povo, colocando o atual Presidente Bolsonaro (PL) com a segunda colocação.

As controvérsias entre as pesquisas desses institutos e as enquetes chega a ser gritante, pois as enquetes, geralmente preenchidas por amostras muito maiores de participantes, nos mostram, em sua grande maioria, um resultado oposto entre essas duas figurinhas do tabuleiro.

Fato é que, enquanto a maioria da população alega nunca ter sido procurada para responder essas pesquisas, ou enquanto assistimos aos vídeos mostrando pesquisadores realizando suas entrevistas em portas de presídios ou fugindo de pessoas que pedem para responder suas perguntas, as enquetes permitem o acesso e a participação de todos os interessados, por terem, na frente de seus computadores e celulares, todas as perguntas e botões de respostas para demonstrarem suas intenções, em qualquer tipo de quesito, incluindo as questões eleitorais de 2022.

Em 2018, os institutos passaram vergonha. Erraram feio na eleição para Presidente do Brasil. Chegou a parecer uma melancólica tentativa frustrada de se manipular a mente do eleitor.

Esperemos, então, que o povo brasileiro não se mantenha com uma memória curta e se lembre daquele ano de constantes “fake news”, não investigadas por ninguém, propagadas por esses institutos e divulgadas pela velha e tendenciosa imprensa, que perdeu sua credibilidade por demonstrar que não está preocupada com os interesses da nação, mas sim com seu próprio bolso, tentando se aliar com quem pagar mais.

Com  informações do Portal de noticias Cartaz da cidade parceiro do blogTM/EJ.


Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com  / Siga o blog do professorTM/EJ  no Facebook, e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS