MANAUS: Após ataques, ministro da Justiça autoriza envio da Força Nacional .

Imagens mostram estragos causados em uma delegacia no centro de Manaus (AM) que foi alvo de tirosImagem: Julcemar Alves/Agência Pixel Press/Estadão Conteúdo
 

 

Da redação
Por: Taciano Medrado

Atendendo a um pedido do governo do Amazonas, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, anunciou hoje ter autorizado o envio de oficiais da Força Nacional a Manaus para ajudar a conter os ataques que acontecem desde sábado (5) na capital, após a morte de um traficante conhecido como Dadinho em uma ação da Polícia Militar. "Atendendo à solicitação do governador do Amazonas, Wilson Lima [PSC], e visando ajudar no restabelecimento da paz e da ordem na capital do estado, acabo de autorizar o emprego da Força Nacional em Manaus. O planejamento operacional está sendo definido pela Senasp [Secretaria Nacional de Segurança Pública], do Ministério da Justiça", escreveu Torres em uma rede social.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do estado, (SSP-AM), Dadinho seria ligado à facção criminosa Comando Vermelho, que teve origem no Rio de Janeiro e hoje age em prisões do Amazonas. Até o momento, 31 suspeitos de envolvimento nos ataques foram presos, incluindo dois traficantes em posição de chefia na facção. Uma criança de 11 anos foi detida, acusada de trabalhar como "olheira". Ao menos 29 veículos, sete agências bancárias e oito prédios públicos foram alvo dos ataques ordenados pela facção criminosa em Manaus e cidades do interior do estado. Entre os veículos, foram incendiados 18 ônibus, duas viaturas policiais, duas carretas e uma ambulância.

Os serviços públicos estaduais e municipais — inclusive as escolas — pararam nesta segunda-feira (7) em Manaus. O transporte coletivo, paralisado desde ontem, voltou a funcionar parcialmente no início da tarde, mas apenas até as 19h. Também foi interrompida a vacinação contra a covid-19. Força Nacional Criada em 2004, a Força Nacional de Segurança Pública tem entre suas atribuições executar atividades, em cooperação com os estados, de policiamento ostensivo em casos de perturbação da ordem pública e segurança das pessoas e do patrimônio.

Seu envio pode ser solicitado expressamente ao ministério da Justiça por governadores e ministros. O tempo máximo de atuação é de dois anos, mas geralmente o auxílio é disponibilizado por períodos mais curtos ou até o esgotamento da crise que deu origem ao pedido. A Força Nacional é composta por policiais militares, policiais civis, bombeiros militares e profissionais de perícia dos estados e Distrito Federal.

Com informações do Estadão Conteúdo


Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS