EUA anunciam 14 milhões de vacinas contra Covid para Brasil e países da América Latina

 

foto ilustração internet

Da   Redação
Por: Taciano Medrado 

O governo americano anunciou nesta segunda-feira (21) o envio de mais 14 milhões de doses de vacina contra a Covid-19 para o Brasil e outros países da América Latina. O compartilhamento será feito, mais uma vez, via Covax, iniciativa vinculada à Organização Mundial da Saúde (OMS) para a distribuição de imunizantes a países em desenvolvimento.

As novas doses se somam aos 6 milhões de vacinas que, no início de junho, a Casa Branca já havia anunciado que iria enviar para a região, número baixo se considerar os 438 milhões de habitantes que vivem nos países latino-americanos e caribenhos.

O Brasil terá que dividir as doses com Argentina, Colômbia, Peru, Equador, Paraguai, Bolívia, Uruguai, Guatemala, El Salvador, Honduras, Haiti, República Dominicana, Panamá, Costa Rica e outras nações do Caribe.

O montante é uma fatia dos 80 milhões de vacinas que o presidente americano, Joe Biden, anunciou que enviaria a outros países do mundo nas próximas semanas. Em 3 de junho, a Casa Branca havia divulgado os detalhes de compartilhamento de 25 milhões de doses --6 milhões delas para a América Latina-- e, agora, deu o roteiro para o destino das outras 55 milhões.

As doses são do escopo dos três imunizantes já aprovados para uso nos EUA --Pfizer, Moderna e Johnson & Johnson--, enquanto os fármacos da AstraZeneca ainda precisam do aval da FDA, agência reguladora americana, para serem compartilhado com os outros países.

Assim como no primeiro anúncio, o Brasil vai receber os imunizantes apenas via Covax, e não está na lista das nações para as quais os EUA enviarão vacinas também em compartilhamento direto. Entre os países que vão receber doses também no formato das doações bilaterais estão Argentina, Colômbia, República Dominicana, Panamá, Afeganistão, África do Sul, Nigéria, Gana, entre outros.

De acordo com o plano anunciado pelo governo americano, cerca de 75% das doses são distribuídas via Covax, de acordo com a participação de cada país no consórcio, enquanto 25% são enviados diretamente pelos EUA para países considerados parceiros dos americanos e que, segundo as autoridades do governo Biden, vivem um surto muito grave de Covid.

Além dos 14 milhões de doses para a América Latina, os EUA vão enviar via Covax 16 milhões de doses para a Ásia e 10 milhões para países africanos.
  

Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS