EDITORIAL: CODEVASF uma instituição de fomento á agricultura irrigada e segurança hídrica ou um "trampolim" político ?

Foto reprodução internet

Por: Taciano  Gustavo Medrado Sobrinho
Engenheiro Agrônomo, Administrador de Empresas e professor

Lendo alguns artigos na internet, descobri um na coluna "Made In Bahia" do Jornal A Tarde publicado em 02 de fevereiro de 2021, que fala sobre a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e do seu  relevante papel no desenvolvimento regional nas bacias hidrográficas onde atua. Nos últimos dois anos, a empresa investiu R$ 3 bilhões, que beneficiaram 3,8 milhões de pessoas em toda sua área de atuação. Na Bahia, foram cerca de R$ 600 milhões, que beneficiaram 270 mil pessoas.

A Codevasf, empresa pública federal, promove ações de agricultura irrigada, segurança hídrica e economia sustentável, além de outras obras estruturantes. Entre os resultados, estão o crescimento econômico, a geração de emprego e renda e a melhoria da qualidade de vida da população.

Na agricultura irrigada, os 14 projetos públicos mantidos na Bahia ocupam área irrigada de 46,7 mil hectares e geram mais de 116 mil empregos. Anualmente, em média, são produzidos 2,6 milhões de toneladas, com R$ 1,1 bilhão de Valor Bruto de Produção (VBP) e R$ 167,7 milhões em arrecadação de impostos sobre o VBP.

No setor de segurança hídrica, nas ações de infraestrutura e de revitalização no estado, nos últimos dois anos foram recuperadas três barragens (Açude, Zabumbão e Ceraíma) e entregues cinco obras de saneamento básico: Bom Jesus da Lapa, Carinhanha, Rodelas, Canápolis e Ibotirama. Além disso, está em execução a obra do sistema de esgotamento sanitário de Campo Formoso e foram licitados mais três obras de esgotamento (Tanque Novo, Rio do Pires e Paramirim), que somam cerca de R$ 50 milhões em investimentos.

No período, também foram produzidos mais de três milhões de alevinos pelo Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Xique-Xique. As espécies foram usadas em peixamentos e ações de inclusão produtiva.

Em relação à economia sustentável, diversos produtores rurais foram atendidos na Bahia com a estruturação de cadeias produtivas, como apicultura, piscicultura e produção de leite. Além do fornecimento de máquinas, veículos e implementos agrícolas, a capacidade produtiva foi fortalecida com a entrega de obras de infraestrutura e a contratação de pavimentação de mais de 1,3 mil quilômetros de vias, que contribuem para o escoamento da produção e a mobilidade das pessoas.

Assim, guiada por vocações e potencialidades locais, com o comprometimento do corpo técnico da empresa, a parceria com sociedade civil e parlamentares e o apoio dos governos federal, estatual e municipais, a Codevasf atua como indutora do desenvolvimento integrado e sustentável na Bahia, bem como em outros estados do Brasil, a fim de cobrir deficiências de mercado e ampliar oportunidades econômicas e sociais, contribuindo desse modo para a redução das desigualdades regionais.

Ao ler o artigo acima fico a me perguntar,  apesar sua  expressiva importância a Codevasf sempre foi usado como "trampolim' pelos políticos, especialmente os baianos, de  diferentes vertentes politico - ideológica.

Vou me ater nesse meu texto crítico opinativo apenas a questionar o porquê a 6ª Superintendência Regional sempre serviu pra atender os interesses  e as estratégia politicas dos líderes partidários. 

Como filho legítimo de Juazeiro, engenheiro agrônomo formado pela  antiga  e saudosa Famesf, me acostumei ver e ser testemunha de quantos, superintendentes e  diretores  foram indicados "politicamente" para o ocupar o cargo, que na minha opinião deveria ser feito por um técnico da área específica, mas  me lembro pelo menos de alguns  nomes ligados a deputados e senadores do PMDB, e do PT que pouco conhecia do riscado, mas que ficarem anos como gestores  até terem seus intentos alcançados .

Nota-se nitidamente nessas indicações,  um interesse de se aproveitar do cabedal que é a Codevasf , instituição de grande visibilidade e penetração no meio da população rural , para se locupletarem em busca de um nicho eleitoral. Ninguém é tão ingênuo que não perceba  a "jogada". 

Lamentavelmente, isso é o Brasil. Enquanto a política suplantar todos os interesses de uma sociedade, ainda assistiremos indignados a esse "estado de coisas". Mas não nos calaremos! 

 


Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS