EDITORIAL: DESATIVAÇÃO DO HOSPITAL DE CAMPANHA DA FONTE NOVA QUAL O VERDADEIRO MOTIVO ? ACABOU A PANDEMIA? O POVO BAIANO QUER SABER .

 

Foto montagem Professor Taciano Medrado


Por: Taciano Gustavo Medrado Sobrinho
Professor , Engenheiro e Administrador 

Olá prezados leitores, li incrédulo em um tabloide baiano a notícia de que o governo estado está desativando o Hospital de Campanha Arena Fonte Nova que foi montado ha pouco mais de 3 meses para atender exclusivamente pacientes com Coronavirus (Covid-19), o hospital do Governo do Estado chegou a ter 240 leitos, sendo 100 de terapia intensiva (UTI).

Os questionamentos que fazemos são: : Que critério está usando o governo da Bahia para desativar tal hospital? Que dado se baseou o senhor Secretário de Saúde do Estado para juntamente com o governador da Bahia, ambos petistas,  tomarem essa decisão? A vacina contra a Covid-19 na chegou a Bahia?  população baiana já foi 100% imunizada?

A nota emitida pelo secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, é pífia e busca tão somente explicar que foi montada a melhor estrutura do país em termos de hospital de campanha, mas não diz o real motivo para a sua desativação.  

Veja o que diz a matéria publicada pelo Bahia Noticias na sua edição dessa sexta-feira (16):

“O Hospital de Campanha Arena Fonte Nova encerrou as atividades nesta sexta-feira (16), após a alta do último paciente da unidade. O hospital foi criado para auxiliar na demanda de pacientes infectados pelo Coronavírus na Bahia. Foi aberto no início de junho para atender exclusivamente pacientes com Covid-19. 

Com a desativação da unidade itens como respiradores, tomógrafo computadorizado, aparelho de Raio-X, dentre outros, que estavam sendo utilizados na unidade serão redistribuídos para a rede estadual.

A unidade chegou a ter 240 leitos, sendo 100 de terapia intensiva (UTI).

“Optamos por instalar a unidade numa área coberta e climatizada da Arena, ao invés de utilizar o gramado. Com a abertura dos leitos, conseguimos ampliar a oferta de UTI e fazer com que nenhum paciente ficasse sem atendimento”, comentou o secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas.

De acordo com o titular da Sesab, a rede de gases será mantida para que, em caso de necessidade, seja reativado rapidamente.

Após o procedimento de inventário dos equipamentos utilizados, o espaço passará por uma desinfecção terminal como medida de sanitização do ambiente a fim de, posteriormente, ser liberado para o uso em eventos esportivos. “

Por fim, esperamos que os poderes constituídos da Bahia possam vir de público  explicar para a população baiana as razões para a desativação de tão importante hospital destinado ao tratamento de pacientes com covid-19.



 

Para ler outras matérias  acesse, www: professortacianomedrado.com

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS