EDITORIAL: DEBATE POLÍTICO NA MÍDIA EM JUAZEIRO – “ A MESMICE DE SEMPRE”

 


Por:  Taciano Gustavo Medrado Sobrinho
Professor, Engenheiro, Administrador

Ao assistir na íntegra nessa sexta-feira(30) ao segundo debate público entre os candidatos à Prefeito do município de Juazeiro (BA), promovido pelo canal do YouTube através do  Programa Escola Verde (PEVcujo objetivo era o de esclarecer a população e apresentar as propostas sobre o tema  "Saúde, Educação e Meio Ambiente, após mais de uma hora tive a sensação de ter  perdido meu tempo uma vez que não conseguir observar nenhuma novidade com relação ao debate promovido pelo RedGN.

Para quem se preparou, como eu, para assistir a um debate produtivo e com proposições de interesse do povo deve ter se decepcionado. Pra começo de conversa, os atropelo tecnológico foram muitos  e logo no primeiro bloco da entrevista,  no que se referia as considerações iniciais de cada candidato, o vexame foi enorme uma vez que notava-se claramente a falta de habilidade e de conhecimento da ferramenta disponível por parte de alguns candidatos que se perdiam e não conseguiam sequer habilitar o microfone da transmissão, uma tarefa básica e elementar nesse ambiente virtual .

Confesso que fui tomado por uma angústia em não poder ajudar, pois labuto diariamente com esse tipo de ambiente já que ministro disciplinas de EAD para algumas instituições federais de nível superior e modéstia parte domino a ferramenta. Mesmo com o jogo de cintura do mediador que de forma tranquila e inteligência conseguiu “administrar” todo imbróglio tecnológico criado;

Mas vamos ao que interessa de fato! Ao debate propriamente dito. E nesse contexto nada de novo aconteceu a não ser a “mesmice de sempre” . Por questões éticas não citarei nomes para preservar os envolvidos, mas quem assistiu saberão a quem me refiro. Ressalta-se aqui mais uma vez a ausência de um(a) candidato(a). No bloco em que as perguntas eram formuladas pela coordenação do evento as respostas foram na sua maioria das vezes evasivas e repetitivas aos ouvidos do eleitor. Notava-se nos presentes uma preocupação de desqualificação mutua entre os candidatos mais  preocupados em apontarem seus erros e  defeitos do que apresentarem propostas ou projetos concretos. 

Foi uma enxurradas de números repetitivos,  acusações e comparativos entre uma tal "politica velha  " e promessa de um "algo novo'. Uma coisa foi positiva nesse debate foi ver uma mistura da juventude com a experiência  numa demonstração de que apesar dos pesares a democracia ainda é exercida nesse pais. Mas também não podemos deixar  passar em branco algo que de destoou completamente do proposito do debate que foi a nacionalização das discussões onde um  candidato se apresentou vestido com a camisa de Bolsonaro, outro fez mais uma vez apologia ao ex-presidente Lula condenado e preso por atos de corrupção e outro mais uma vez atacou  o presidente da república numa atitude de militância politico-ideológica . 

Como professor de exatas posso concluir que o saldo do debate esteve do lado esquerdo do gráfico  cartesiano no seu eixo horizontal ou eixo das abscissas. 

 

Para ler outras matérias  acesse, www: professortacianomedrado.com

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS