EMBRAPA E SEBRAE FOMENTAM PROJETOS EM PARCERIA PARA CADEIAS DE ALIMENTOS E BEBIDAS


foto Paulo Lanzetta 

Da:  Redação
Prof. Taciano Medrado

Prezado(a)s Leitore(a)s,

A parceria entre a Embrapa e o Sebrae Nacional ganhou novo fôlego com a prorrogação, por até 24 meses, de três projetos em execução pelas duas instituições: "Mapa de oportunidades e de apoio à valorização de produtos alimentares diferenciados", coordenado pela Embrapa Alimentos e Territórios (AL); "Agroecologia e produção orgânica: conhecimentos e tecnologias para sistemas mais sustentáveis", coordenado pela Embrapa Agrobiologia (RJ); e "Inteligência estratégica para pequenos negócios rurais: agregação de valor e tecnologia", coordenado na sede pela Secretaria de Inovação e Negócios (SIN). Outro projeto em execução entre as instituições é "Aquicultura com tecnologia e sustentabilidade – Aquitech", coordenado pela Embrapa Pesca e Aquicultura (TO), e vigente até janeiro de 2021.

Os projetos tiveram início em agosto de 2018, mas em razão da pandemia da Covid 19 diversas atividades precisaram ser reprogramadas, e têm como objetivo gerar informações e resultados que possibilitem maior inserção dos pequenos negócios rurais no mercado, tanto em cadeias já consolidadas quanto em nichos diferenciados. 


Para  Adriana Martin, diretora de Inovação e Tecnologia (DEIT), essa parceria entre a Embrapa e o Sebrae “representa uma oportunidade estratégica tanto para fortalecer a competitividade dos pequenos empreendimentos rurais, quanto para a disseminação de conhecimentos e tecnologias para esses negócios”. 

Primeiras entregas

O projeto "Inteligência estratégica para pequenos negócios rurais", coordenado pela Secretaria de Inovação e Negócios, e que prevê a constituição do Observatório para pequenos negócios rurais, a elaboração de estudos e modelos de negócios para nichos de mercado, concluiu em julho o primeiro estudo com o tema "Transformação digital para os negócios rurais", coordenado por Edson Bolfe, pesquisador da Embrapa Informática Agropecuária (SP).  

O trabalho gerou uma consulta on-line, entre abril e junho de 2020, de abrangência nacional, junto a produtores rurais, empresas e prestadores de serviços sobre aspectos relacionados à agricultura digital no Brasil. O levantamento foi conduzido por pesquisadores e analistas da Embrapa Informática Agropecuária (SP), Embrapa Instrumentação (SP), Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e Sebrae. E obteve retorno de 504 agricultores e 249 empresas ou prestadores de serviços em agricultura digital, cujos dados, a serem publicados em agosto, poderão ser utilizados pelas instituições envolvidas e o setor produtivo para apoiar a formulação de políticas de desenvolvimento e decisões sobre as inovações tecnológicas associadas às funções das tecnologias digitais relatadas pelos agricultores, bem como fortalecer iniciativas de capacitações em agricultura digital.

Promover a conexão entre produção, processamento, distribuição e consumo de produtos agroalimentares diferenciado é o objetivo do projeto da Embrapa Alimentos e Territórios com o Sebrae, executado sob a ótica territorial e por meio do desenvolvimento de ferramentas que permitam a construção de um mapa de oportunidades para a inclusão socioprodutiva e a valorização de produtos diferenciados da biodiversidade brasileira. Renato Manzini Bonfim, pesquisador da unidade de pesquisa, explica que o projeto desenvolveu um hotsite para disponibilização de informações contidas na base de dados sobre Produtos Agroalimentares Diferenciados (PADs) dos estados de Alagoas, Pernambuco e Sergipe.

Agroecologia e aquicultura

Disseminar conhecimentos por meio de capacitações, vídeos  e aplicativo e elaborar planos de negócios para pequenos empreendimentos que atuam com produção agroecológica e orgânica nos estados do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Sergipe e no Distrito Federal é a proposta do projeto conduzido pela Embrapa Agrobiologia (RJ), e que conta com a participação da Embrapa Clima Temperado (RS), Embrapa Hortaliças (DF) e Embrapa Tabuleiros Costeiros (SE).  De acordo com José Antônio Espíndola, pesquisador daquela unidade de pesquisa, 26 capacitações foram realizadas em 2019, envolvendo 2.230 produtores e técnicos nesses estados para temas vinculados à agroecologia e produção orgânica, como: princípios da produção orgânica; manejo do solo; manejo fitotécnico e fitossanitário em hortaliças e fruteiras; manejo de sistemas de produção animal; e planejamento da produção.

De acordo com  Adriana Lima, pesquisadora da Embrapa Pesca e Aquicultura (TO) e responsável pelo projeto Aquicultura com tecnologia e sustentabilidade – Aquitech, o projeto já selecionou 20 Unidades de Referência Tecnológica em cultivo de Tambaqui no Tocantins, lançou o programa InoveAqua, cujas inscrições estão abertas para estimular o desenvolvimento de startups na aquicultura e, dentre os sete modelos de negócios previstos, os modelos para o entreposto móvel do pescado e de ostras nativas estão em fase de conclusão. 


Selma Lúcia Lira Beltrão (DRT 2490/DF)
Secretaria de Inovação e Negócios (SIN)

Contatos para a imprensa
Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/



Para ler outras matérias  acesse, www: professortacianomedrado.com

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS