APOS DENÚNCIA EM PRIMEIRA MÃO, ONTEM(24) , FEITA PELO BLOG DO PROFESSOR TACIANO MEDRADO CONTRA O HOSPITAL DA CRIANÇA POR UMA PARTURIENTE , A SESAU EMITE NOTA DE ESCLARECIMENTOS.



Da Redação
Prof. Taciano Medrado

Olá caríssimo(a)s leitore(a)s,

Após matéria publicada ontem (24), em primeira mão pelo blog do professorTM e comentada no programa Transanews da radio TRANSRIO  FM 99.9 do jornalista e radialista Erry justo no quadro "QUAL É A BRONCA?", a secretaria de saúde através da sua assessoria de comunicação emitiu a seguinte nota :

"A Secretaria da Saúde de Juazeiro informa que a paciente Jessica Gomes da Silva teve parto normal no Hospital Materno Infantil de Juazeiro (HMIJ). Na avaliação do pós-parto imediato, até o momento da alta não havia sinais de retenção placentária (restos placentários) intraútero.

O quadro clínico mais comum de retenção placentária é a hemorragia pós-parto e infecção.  A paciente se manteve bem, sem sinais de hemorragia ou infecção até o dia da alta. Mãe e bebê tiveram alta em boas condições clínicas.

A retenção placentária acontece em cerca de 1,5% a 2,7% dos partos. Para evitá-la, preconiza-se a realização de técnica adequada na retirada da placenta, inspeção da placenta após a sua saída, uso de ocitocina injetável após o parto e monitoramento clínico da puérpera. Todas estas medidas fazem parte do protocolo de assistência ao parto do HMIJ e foram realizadas com a Sra. Jessica. Porém, em algumas situações, mesmo com todos os cuidados, esta intercorrência pode acontecer.

No dia 20/05 a paciente retornou ao HMIJ com queixa de febre e saída de restos placentários. Foi prontamente internada, realizou curetagem uterina (limpeza do útero) no mesmo dia, iniciou tratamento com antibióticos e tem progressiva melhora do quadro.

Durante o atual internamento, a Sra. Jessica esteve com seu bebê em alguns momentos (em alojamento conjunto), porém por conta própria, decidiu deixar seu bebê em casa. Durante o período que o bebê estava com ela, o mesmo não apresentou intercorrência clinica. Vale ressaltar, que o bebê não se encontrava internado. O atendimento de emergência pediátrica é feito na Unidade de Atendimento Pediátrico, prédio do Hospital São Lucas e não no Hospital Materno Infantil"

Ascom Sesau



Para ler outras matérias  acesse, www: professortacianomedrado.com

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS