OPINIÃO: A JANELA PARTIDÁRIA E A DISPUTA POR CANDIDATOS

Foto reprodução Bahia se fronteiras 

Por Fabiano Bastos

No último sábado (4), foi finalizado o prazo de filiação partidária com vistas a eleição 2020, marcada para 4 de outubro. De acordo com a lei eleitoral (Lei n° 9.504/1997), o cidadão brasileiro que pretenda ser candidato ao cargo eletivo, precisa filiar-se a um partido político seis meses antes do pleito.


Mesmo com todo o caos, por conta da pandemia do Covid-19, a política não parou. Os conchavos e articulações dos candidatos à vereança seguiram a todo vapor. Ao todo 18 vereadores de Salvador trocaram de partido com vistas a disputa de outubro. Nos bastidores os grupos políticos e partidos trabalharam em regime de plantão. Seja do lado do prefeito ACM Neto (DEM), que tem como pré-candidato, Bruno Reis, seja do lado do governador Rui Costa (PT) que segue sem nome definido.


Bruno Reis como é de conhecimento do mundo político baiano, sempre foi em conjunto com ACM Neto o grande estrategista e montador de partido. Não seria diferente este ano, quando ele próprio será o grande protagonista. Arregaçou as mangas e capitaneou a tarefa de ajudar a montar o seu próprio partido, o DEM, como também as demais 14 agremiações políticas que irão apoiar o seu projeto de eleição. Além de cumprir suas tarefas regulares de vice-prefeito e secretário de infraestrutura do município.


Do lado da oposição, na base do governador petista, várias são as pré-candidaturas colocadas até o momento. Major Denice, pelo próprio PT, Bacelar pelo Podemos, Pastor Isidorio pelo Avante, Lidice Da Mata pelo PSB, Eleusa Coronel pelo PSD, Olivia Santana PC do B. As referidas siglas também participaram da guerra pela captação de filiados e futuros pré-candidatos a vereador. Foi um verdadeiro “tomá-la-da-ca”, inclusive pelos vereadores de mandato que se utilizaram da janela eleitoral (a desfiliação partidária foi regulamentada pela Reforma Eleitoral de 2015 (Lei nº 13.165/2015), durante os 30 dias antes do prazo final de filiação.


Os vereadores são os verdadeiros garimpeiros do voto na eleição. São eles que dão capilaridade à campanha majoritária e permitem a exposição do seu próprio nome e do candidato a prefeito nos quatro cantos da cidade. Resta sabermos quem conseguiu maior quantidade e os melhores quadros de candidatos para a disputa de outubro próximo.


Fica agora o desafio dos partidos e consequentemente os grupos políticos à que eles estejam ligados nesta eleição, que é o de efetivar estes postulantes a vereador em candidatos de fato, prazo este que se estende até 14 de agosto, data limite de acordo com a lei eleitoral. Até lá muita água passará por debaixo da ponte, muitos serão cooptados e desistirão da candidatura para apoiar alguém que esteja melhor posicionado e estruturado. Aguardemos as cenas dos próximos capítulos!

*Fabiano Bastos – Consultor de MKT Político, com experiência de 08 campanhas eleitorais.

Para ler mais matérias acesse, www: professortacianomedrado.com

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ENQUETE

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS