EDITORIAL: Lula tenta conquistar o AGRO e diz em entrevista ao Canal rural que donos de fazenda podem ter armas nas fazendas: ""...Meu pai era caçador no Guarujá, ele tinha arma em casa. Ninguém vai proibir.."


Da redação
Por: Taciano Medrado

Olá,  carissimo (a)s leitore(as)

Como já do conhecimento de toda população brasileira, sempre que o "Lulapetismo" participa de uma disputa eleitoral eles buscam se locupletar de todo tipo de estratégia para tentar vencer. Foi assim nas eleições de 2018, quando a comunista candidata a vice-presidente   que em uma entrevista declarou não acreditar em Deus e junto com seu parceiro petistas candidato a presidente (e que foram derrotados de forma acachapante por Bolsonaro) fora a missa em uma igreja católica e até se comungaram, agora nessas eleições  e  quem não se lembra da célebre f5rase de Dilma "A anta' , que disse que faria pacto até com o diabo pra vencer as eleições. Agora Lula também tenta enganar os eleitores.

Vou explicar!

Depois de criticar e bater no presidente Bolsonaro na questão da liberação de armas para a população, Lula na sua insistente campanha de tentar se aproximar do “agro”, afirmou, seguindo matéria publicada nessa quinta-feira (22, pela Folha de São Paulo, que apesar de ser contra o armamento da sociedade, mas que isso não significa que donos de fazenda não poderão ter armas para garantir sua segurança --citou inclusive que seu pai tinha arma em casa.

Ainda segundo da reportagem, ele também disse que o comportamento dos sem-terra hoje em dia "é muito diferente e muito mais maduro" e que um governo seu representa paz no campo. Só que ele esqueceu de dizer que, na verdade, o MST não mudou a sua forma de agir, apenas foi coibido pelo atual governo que desmontou todos os acampamentos “clandestino” do MST que havia no país, inclusive, nas beiras de rodovias federais e estaduais. Afinal, sem a proteção dele e dos governos petistas como iriam continuar invadindo terras e propriedades produtivas destruindo lavouras e cometendo atrocidades contra animais.  

Seguindo recomendação dos coordenadores de sua campanha, petista concedeu entrevista ao Canal Rural que foi exibida na noite desta quarta-feira (21), com novos acenos ao setor agro. E buscado apelar para o lado sentimental declarou que o pai dele era caçador e tinha armas em cada:

"Meu pai era caçador no Guarujá, ele tinha arma em casa. Ninguém vai proibir que o dono de uma fazenda tenha uma, duas armas. Agora, se ele tiver 20 não é mais uma arma para defesa. 30 piores ainda. É apenas o bom senso", afirmou Lula.

E pra completar, Lula disse que irá "mudar" decretos armamentistas propostos no governo Jair Bolsonaro (PL) "discutindo com a sociedade".

"A gente vai discutir porque é preciso ter um controle. Você não pode deixar a sociedade armada do jeito que está. Alguém comprar 12, 10, 15, 20 armas. Você sabe onde estão essas armas? Que alucinação é essa? Nós não estamos em guerra", disse o ex-presidente.

Vocês acreditam nele? Eu não!

Para ler a matéria na íntegra acesse nosso link na pagina principal do Instagram. www: professsortaciano medrado.com  e  Ajude a aumentar a nossa comunidade.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS