ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA GUERRA : mais de 1 milhão de ucranianos em fuga

 

Companhias aéreas japonesas suspendem voos para a Europa Toyota suspende operações na Rússia devido a interrupções no fornecimento Mais de 1 milhão de ucranianos já fugiram do país Tribunal de Haia investigará crimes de guerra na Ucrania Fortes ataques em Kiev. As informações são da DW.

As atualizações estão no horário de Brasília (para atualizar, pressione Ctrl+F5)

02:07 – Companhias aéreas japonesas suspendem voos para a Europa

As companhias aéreas japonesas Japan Airlines (JAL) e All Nippon Airways (ANA) suspenderam todos os voos de e para a Europa nesta quinta-feira, devido a preocupações de segurança.

"Estamos monitorando constantemente a situação, mas dada a situação atual na Ucrânia e os vários riscos, decidimos cancelar os voos", disse um porta-voz da JAL à agência de notícias Reuters.

A ANA disse que a suspensão dos voos se deve à "alta probabilidade de as operações não conseguirem sobrevoar a Rússia".

01:30 – Toyota suspende operações na Rússia devido a interrupções no fornecimento

A Toyota Motor anunciou nesta quinta-feira que está suspendendo "até novo aviso" suas operações na Rússia, devido a "interrupções na cadeia de fornecimento" e por conta do impacto das sanções internacionais contra a Rússia pela invasão da Ucrânia.

A montadora japonesa informou em comunicado que paralisa, a partir de 4 de março e até segunda ordem, a produção na sua fábrica de São Petersburgo bem como a importação de veículos.

No comunicado, a empresa também destacou que o restante de suas operações de produção e vendas no resto da Europa "não serão afetadas".

De acordo com a nota, a Toyota possui 168 pontos de vendas e serviços na Rússia e uma fábrica na cidade de São Petersburgo, com capacidade para produzir 100 mil veículos anualmente e onde são fabricados os modelos Rav4 e Camry, principalmente para o mercado interno russo.

A Toyota também suspendeu no último dia 24 de fevereiro todas as suas atividades na Ucrânia, onde possui 37 pontos de vendas. (EFE)

01.22 – Mais de 1 milhão de ucranianos já fugiram do país

O alto comissário da ONU para refugiados, Filippo Grandi, disse que mais de 1 milhão de pessoas fugiram da Ucrânia desde que começou a invasão russa.

"Em apenas sete dias, testemunhamos o êxodo de um milhão de refugiados da Ucrânia para países vizinhos", escreveu no Twitter.

A cifra de 1 milhão equivale ao deslocamento de mais de 2% da população da Ucrânia, que tem uma população de aproximadamente 44 milhões de habitantes.

O Alto-comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) prevê que até 4 milhões de pessoas possam sair do país. Se isso se confirmar, a Ucrânia poderá experimentar "a maior crise de refugiados deste século", disse o porta-voz do ACNUR, Shabia Mantoo.

01:05– Tribunal de Haia investigará crimes de guerra na Ucrania

Um pedido de 39 países permitiu à procuradoria do Tribunal Penal Internacional (TPI), com sede em Haia, abrir nesta quarta-feira uma investigação sobre crimes de guerra e crimes contra a humanidade na Ucrânia.

"Notifiquei a presidência do TPI há alguns instantes da minha decisão de prosseguir imediatamente com investigações ativas", disse o procurador-chefe do TPI, Karim Khan, em comunicado.

Os procedimentos propostos pela procuradoria de Haia geralmente exigem a aprovação de uma câmara de questões preliminares composta por três juízes.

No entanto, o pedido apresentado por 39 países, incluindo França, Alemanha, Reino Unido, Espanha, Portugal, Itália, Canadá, Austrália, Colômbia e Costa Rica, entre outros, elimina a exigência de autorização dos magistrados e permite que o procurador do TPI inicie automaticamente as investigações.

"Meu gabinete encontrou uma base razoável para acreditar que crimes foram cometidos dentro da jurisdição do Tribunal e identificou possíveis casos que seriam admissíveis", alertou o procurador-chefe.

Nem a Rússia nem a Ucrânia são Estados-partes do TPI, mas Kiev apresentou dois pedidos, em novembro de 2013 e fevereiro de 2014, aceitando a jurisdição do tribunal. (EFE9

00:40 – Fortes ataques em Kiev

Os moradores de Kiev foram orientados a ir para o abrigo mais próximo na madrugada desta quinta-feira (horário local), após sirenes de alerta serem acionadas. Vídeos compartilhados nas redes sociais mostraram fortes explosões atingindo a capital ucraniana e seus arredores.

A mídia ucraniana também informou sobre combates nos subúrbios da metrópole. Um avião russo teria sido abatido. A informação não pode ser verificada de forma independente.

"O inimigo está tentando invadir a capital", escreveu o prefeito de Kiev, Vitali Klitschko, em um canal de notícias no Telegram.

00:30 – Resumo do sétimo dia de guerra na Ucrânia

Soldados russos realizaram fortes ataques em toda a Ucrânia, matando civis e assumindo a primeira grande cidade, Kherson. Paralelamente, Assembleia Geral da ONU aprovou resolução que exige fim da invasão.

As atualizações estão no horário de Brasília 

Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS