NOTICIAS DA GUERRA: Tropas russas conquistam Kherson, importante cidade no sul da Ucrânia

No oitavo dia da ofensiva russa, as autoridades ucranianas confirmaram a tomada pelo exército russo de Kherson, uma das maiores cidades portuárias ao Sul da Ucrânia, com 290 mil habitantes. É a vitória mais significativa das tropas de Moscou até o momento, após uma semana de guerra. As  informações  são  da RFI e AFP

"Os invasores estão em todas as partes da cidade e são muito perigosos", declarou o chefe da administração regional, Guennady Lakhuta, no Telegram, na noite desta quarta-feira (2),

O prefeito de Kherson, Igor Kolykhayev, se encontrou com oficiais russos. Eles informaram a instalação de uma administração civil-militar nesta que é a primeira capital regional da Ucrânia a cair em mãos dos invasores.

"Não tínhamos armas e não fomos agressivos. Mostramos que trabalhamos para proteger a cidade e tentamos mitigar as consequências da invasão", declarou Kolykhayev, em mensagem no Facebook. "Encontramos enormes dificuldades para recolher e enterrar os mortos, para a entrega de alimentos e medicamentos, a coleta de lixo, o socorro a acidentes, etc", afirmou o prefeito, dando um panorama da situação em Kherson.

Igor Kolykhayev ainda anunciou um toque de recolher noturno e a restrição ao tráfego de carros na cidade, alegando não ter "feito nenhuma promessa" aos russos e "simplesmente ter lhes pedido para que não atirassem nas pessoas".

"Até agora tudo está indo bem. A bandeira que tremula acima de nós ainda é a ucraniana. E para que isso continue, essas exigências devem ser respeitadas", acrescentou ele.

Controle russo

Contudo, o controle de Moscou sobre esta cidade localizada na costa do mar Negro, a 100 quilômetros da península da Crimeia, anexada pelos russos em 2014, aumenta a sua influência na região.

As tropas invasoras já tomaram outro importante porto do país, Berdyansk, e estão atacando Mariupol, cujo prefeito, Vadim Boichenko, assegurou que as forças ucranianas "repeliram dignamente" os ataques.

"Hoje (2) foi o dia mais difícil e cruel dos sete dias de guerra. Eles simplesmente queriam nos destruir", denunciou, em um vídeo no Telegram, acusando os russos de terem "disparado contra prédios residenciais". "Infelizmente, infraestruturas essenciais foram novamente danificadas. Estamos mais uma vez sem eletricidade, sem água e sem aquecimento", acrescentou.

Enquanto isso, relatos de testemunhas dão conta de que a ofensiva continua, também, na capital Kiev, onde quatro mísseis caíram durante a noite. Ainda não se sabe a extensão dos estragos ou o número de vítimas.


Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS