NOTÍCIAS DA GUERRA: Rússia diz ter utilizado míssil hipersônico em ataque na Ucrânia

© picture-alliance/AP Photo/RU-RTR Russian Television 

Armamento teria atingido depósito de mísseis no sudeste ucraniano. Moscou diz que suas tropas entraram em Mariupol. Na maior parte do país, avanços são impedidos pela resistência ucraniana, além de problemas logísticos. As informações  são  do DW.

O Ministério da Defesa da Rússia informou neste sábado (19/03) que sua Força Aérea utilizou, pela primeira vez, um míssil hipersônico no conflito na Ucrânia. O armamento teria sido lançado contra um depósito subterrâneo de mísseis na região de Ivano-Frankivsk, a cerca de 50 quilômetros da fronteira com a Romênia, país membro da Otan.

Segundo o Ministério, o míssil Kinzhal ("adaga", em russo) teria atingido o alvo em Delyatyn, no sudeste ucraniano, nesta sexta-feira. A informação não pôde ser verificada imediatamente. Se confirmada, esta seria a primeira vez que a Rússia teria utilizado um míssil hipersônico ar-terra em situação de combate.

Os mísseis hipersônicos Kinzhal são lançados de caças MiF-31 e têm capacidade de atingir alvos a 2 mil quilômetros de distância. Eles excedem múltiplas vezes a velocidade do som e viajam a 6 mil quilômetros por hora, enquanto são capazes de realizar manobras. Não existem sistemas de defesa capazes de deter esses armamentos.

O Ministério russo da Defesa disse que suas forças destruíram centros de reconhecimento e rádios militares ucranianas, próximo à cidade de Odessa, na costa do Mar de Azov, utilizando um sistema de mísseis costeiros. Essas informações não puderam ser verificadas por fontes independentes.

Um porta-voz da Força Aérea ucraniana confirmou à imprensa local que a Rússia realizou um ataque aéreo em Delyatyn, mas disse que não foi possível verificar se os estragos teriam sido realizados por um míssil hipersônico.

O Kremlin informou que o Exército russo e grupos separatistas da região de Donetsk teriam entrado pela primeira vez na cidade sitiada de Mariupol, que vem sendo alvo de intensos bombardeios desde o início do conflito. O prefeito da cidade confirmou que combates entre forças invasoras e tropas de defesa ocorriam na região central da cidade.

Resistência e problemas logísticos

Na maior parte do país, porém, a ofensiva russa permanece estagnada. Segundo informações do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, as tropas invasoras se mantêm a cerca de 30 quilômetros de Kiev, enquanto enfrentam forte resistência das forças locais.

Também em Kharkiv e Chernihiv, as forças russas não conseguiram realizar avanços, apesar de manterem o cerco a essas cidades.

O Ministério da Defesa do Reino Unido afirmou que a Rússia tem grande dificuldade em fornecer recursos básicos aos seus soldados, como alimentos e combustíveis, em razão de ataques ucranianos a suas linhas de abastecimento.

Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com  / Siga o blog do professorTM/EJ  no Facebook, e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. Qualquer reclamação ou reparação é de inteira responsabilidade do comentador. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS