EDITORIAL: Governador Rui Costa critica o presidente Bolsonaro mas a Bahia só vacinou até agora 1,83% da população do Estado.


Da Redação
Por: Prof. Taciano Medrado

Parece que o governador da Bahia o petista Rui Costa se preocupa tanto em criticar o presidente da república, Jair Bolsonaro no que diz respeito a pandemia do novo Coronavírus,  que esquece  de fazer o seu próprio  dever de  casa. 

Conforme dados conforme dados da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) um  total de 272.576 pessoas receberam as duas doses da vacina contra o novo Coronavírus na Bahia até o fim da tarde desta terça-feira (16), esse número representa somente acanhados, aproximadamente 1,83% da população do estado, o que significa que o gestor baiano precisa correr muito pois existe  um longo caminho a percorrer na vacinação contra a Covid-19.

Ainda segundo  Sesab entre os que já tomaram a segunda dose do imunizante, são 147.343 trabalhadores da saúde; 46.984 idosos com mais de 90 anos; 42.087 idosos de 85 a 89 anos; 16.231 idosos de 80 a 84 anos; 14.564 indígenas aldeados; 5.012 idosos de instituições de longa permanência; e 357 pessoas com deficiência.

Os 10 municípios baianos com mais pessoas imunizadas são:  Salvador (71.233), Feira de Santana (11.383), Ilhéus (6.627), Vitória da Conquista (5.481), Juazeiro (3.493), Itabuna (3.394), Jequié (3.280), Porto Seguro (3.206), Alagoinhas (3.004) e Barreiras (3.000).

Há ainda 466.781 baianos que tomaram apenas a primeira dose da vacina contra a Covid-19, aguardando o chamado para o recebimento da segunda.

Portanto, ao invés do senhor governador do Estado ficar fazendo "politicagem" com a situação e criticando o presidente do pais, que ele aja com eficácia no combate a pandemia, pois quem tem telhado de vidro não pode ficar atirando pedras no telhado dos outros.

Nem pagar aos profissionais da saúde ele fez até agora passados 8 meses , conforme denuncia feita pelo Conselho Regional de Medicina da Bahia (Cremeb) que  contabilizou a morte de pelo menos 26 médicos em decorrência da Covid-19. Já o Conselho Regional de Enfermagem da Bahia (Coren-BA) estima que 30 profissionais da área tenham falecido pelo mesmo motivo. Ainda assim, oito meses após a regulamentação da Lei 14.266/2020, que instituiu um auxílio aos dependentes desses profissionais, a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) não efetuou nenhum pagamento. REVEJA A MATÉRIA

 

Para ler mais acesse, www: professortacianomedrado.com

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS