Prefeitura de Juazeiro promove readequação do Hospital de Campanha para humanizar tratamento de pacientes com Covid-19. ASSISTA AO VÍDEO!


Da Redação
Por: Prof. Taciano Medrado

Humanizar o atendimento dos pacientes com Covid-19 tem sido uma preocupação constante da Prefeitura de Juazeiro. Porém, o Hospital de Campanha do município não oferecia estrutura adequada para o tratamento de pessoas com o novo Coronavírus. Até 15 dias atrás, o hospital não passava de um galpão com camas. A unidade não tinha separação entre pacientes positivados e pacientes em avaliação, sem qualquer espaço para um acolhimento humanizado ou uma recepção que pudesse encaminhar os doentes para triagem. Essa realidade foi mudada pela gestão Suzana Ramo

O Hospital de Campanha está melhor montado,  pois reformulamos com consultório, triagem, sala amarela, sala vermelha, fluxo otimizado, coisas que a unidade não tinha. Temos um contrato vigente até 22  de março de 2021 e solicitamos prorrogação por mais 6 meses. As obras estão em fase de conclusão da adequação, para melhor humanização e acolhimento, apenas sendo reformulado com o acréscimo de atendimento de síndromes gripais, mantendo os intermediários ativos e requalificando a UPA para atendimentos emergenciais, devolvendo à população o acesso mais amplo para emergências e melhor aproveitamento dos nossos equipamentos de saúde”, esclarece o secretário de Saúde do município, Fernando Costa.

A Prefeitura de Juazeiro reestruturou em 15 dias toda a unidade de atendimento aos pacientes com suspeita de covid-19. Construiu áreas de separação entre os leitos, importante para evitar contaminação entre as pessoas durante a avaliação médica. A Sala Vermelha criada para o atendimento a pacientes mais graves foi esquipada com mais respiradores, aumentando de um para três. A Secretaria de Saúde criou também uma recepção para acolhimento - uma adequação necessária para a humanização da saúde, compromisso da gestão Suzana Ramos.

“Desde o início da gestão, a proposta é melhorar a qualidade do atendimento aos pacientes do Hospital de Campanha. Então começamos a adequação da unidade, separando uma área da UPA para o atendimento enquanto os trabalhadores estavam nas obras. O esperado era concluir toda a reestruturação em uma semana. Mas com a chuva, o hospital fica às margens de uma rodovia, a água escoa e alaga os leitos de modo geral. E a obra ficou mais lenta, mas está sendo finalizada”, explicou o gerente administrativo do Hospital de Campanha e UPA, Régio Juliano Cunha.

Transparência

Todos os processos da obra desde o início foram documentados pela Secretaria de Saúde, comprometida com a transparência e veracidade. Vídeos e fotos mostram o trabalho executado em duas semanas

“Na próxima quinta-feira, dia 25, já teremos terminado todo o processo de desinfecção e remontagem dos leitos. O hospital não fechou em momento algum. Suspendemos o atendimento para evitar que as próximas chuvas provocassem estragos maiores e toda a adequação fosse para melhorar o nosso serviço para a população”, finalizou Régio Juliano.

Com informações Maria Lima - Assessora de Imprensa da Secretaria de Saúde

 


Para ler outras matérias  acesse, www: professortacianomedrado.com

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS