Conselho de Educação de Pernambuco encerra visita de avaliação do curso de medicina da Facape




Da Redação
Por: Prof. Taciano Medrado

Nesta quinta-feira (25) a comissão de avaliação do Conselho Estadual de Educação de Pernambuco (CEE-PE), composta pelas médicas convidadas pelo Conselho, Carolina da Paz e Marianne Sabino, concluíram suas atividades de análise e visita à Faculdade de Petrolina - Facape. O processo faz parte do diagnóstico a avaliação do projeto pedagógico do curso de medicina para a instituição.

O dia foi de muito trabalho, começando com várias visitas à rede municipal de saúde de Petrolina. Participaram da agenda, o presidente da Facape, Antônio Habib; a diretora acadêmica, Vânia Lasalvia; os membros do Núcleo Docente Estruturante (NDE), Aline Cavalcanti e Thereza Cristina; as representantes da comissão de avaliação do CEE-PE, Carolina da Paz e Marianne Sabino; a diretora que responde pelo Centro de Parto Natural e pelo Centro de Referência em Saúde da Mulher, Tâmara de Lima e a coordenadora do Serviço de Assistência Domiciliar, Juliane Maiara.

A proposta das visitas é avaliar a estrutura física e o funcionamento da rede municipal de saúde no atendimento à população. A comitiva visitou o Centro de Parto Natural, o Centro de Referência em Saúde da Mulher, a Unidade Básica de Saúde Rosa Maria, a Unidade básica de Saúde, Bernardino Coelho, o Centros de Atenção Psicossocial AD III (Caps) e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

A médica avaliadora da comissão, Carolina da Paz, fez algumas observações de ajustes da estrutura da Facape, mas ressaltou o comprometimento da faculdade com o projeto de curso de medicina. “O que eu poderia falar de maneira bem tranquila é que existe realmente um interesse muito grande da Facape em promover um curso muito interessante, em que existe um esforço institucional importante para fazer com que o curso seja o melhor dentro das possibilidades. Eu vejo um esforço muito grande da equipe em fazer com que esse processo seja viável”.

Marianne Sabino, destacou a articulação da Faculdade de Petrolina com a rede municipal. “Uma coisa que foi muito interessante perceber do grupo gestor da Facape é esse interesse em estar fazendo algo para fortalecer a região e elevando essa autoestima do sertanejo. Então isso pra mim, foi algo que impactou bastante, porque eu acho que tem que ser dessa forma, os cursos precisam  visar a melhoria da sua região e não simplesmente fazer um curso para que as pessoas só passem. É importante deixar as pessoas aqui, nessa região”.

A próxima etapa é aguardar o relatório que a comissão está produzindo, pontuando os possíveis ajustes que deverão ser atendidos pela Facape, para que então  o conselheiro relator do Conselho Estadual de Educação, Arthur de Sena Filho, possa deliberar um parecer.

Esse é um momento histórico para a Facape, de qualquer maneira, por ter chegado até aqui, já conquistamos uma vitória muito grande. Somos uma autarquia municipal do sertão do São Francisco, que se propõe a oferecer um curso de medicina, sabendo do tamanho que é um curso como esse. Mas sigo afirmando que a faculdade tem capacidade, tem nome e tem história para isso.” explicou o presidente da Facape, Antônio Habib.

Assessoria de Comunicação da Facape.

Para ler outras matérias  acesse, www: professortacianomedrado.com

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS